Alimentação saudável ajuda sistema imunológico do bebê

por Equipe Danone Nutricia 23 de abril de 2020 5 minutes

a alimentação da mãe afeta a qualidade do leite materno, responsável por apoiar o desenvolvimento do sistema imunológico do bebê

Pode ser difícil de imaginar, mas o sistema imunológico do seu filho começou a se desenvolver antes mesmo de ele nascer. Os anticorpos da mãe são transmitidos ao bebê pela placenta e continuam a protegê-lo nos primeiros meses de vida contra bactérias, vírus ou alérgenos aos quais ela foi exposta.

À medida que o sistema imunológico do bebê se desenvolve, seu corpinho cria seus próprios anticorpos. As doenças leves da infância estimulam esse sistema, desencadeando a criação de mais anticorpos que combatem doenças e as previnem no futuro.

Surpreendentemente, o sistema imunológico mantém um registro de todas as bactérias ou vírus aos quais foi exposto, e é por isso que responde tão rapidamente na próxima vez em que entra em contato com uma mesma doença já contraída no passado.

 

a nutrição constrói as defesas naturais do seu bebê

Muitas pesquisas nos últimos anos têm colocado foco no intestino, que é o lar da maioria das nossas células imunológicas. É por isso que uma dieta saudável e equilibrada é essencial para promover um sistema imunológico saudável. A partir do momento em que a criança nasce, o leite materno é a melhor fonte de nutrição, fornecendo todos os nutrientes e fatores necessários, incluindo anticorpos que sustentam seu sistema imunológico.

Quando começa o desmame, uma ampla variedade de alimentos ricos em nutrientes, incluindo boas fontes de prebióticos, ajudará a criar as defesas naturais da criança e a contribuir para a saúde a longo prazo.

 

amamentação: a natureza sabe melhor

Os primeiros anos da vida de uma criança são um período de crescimento e desenvolvimento significativo. O leite materno contém naturalmente a maioria dos nutrientes de que o bebê precisa para crescer, incluindo carboidratos, gorduras e proteínas, além de compostos que beneficiam o sistema imunológico, como anticorpos e prebióticos.

É fascinante que os anticorpos da mãe realmente passem para o bebê através do leite materno. Por exemplo, se ela tiver um resfriado durante a amamentação, os anticorpos que produz para combatê-lo serão automaticamente transmitidos ao seu filho por meio do leite materno, ajudando-o a lutar contra a condição também. 

Além disso, quando o bebê está doente, a composição do leite materno se adapta para apoiar ainda mais o sistema imunológico do pequeno. Não é incrível?
 

AMAMENTAÇÃO durante a pandemia de coronavírus

Hoje, não há evidências concretas que sugiram que o vírus possa ser transmitido pelo leite materno. Por isso, a OMS aconselha que as mães continuem a amamentar. No entanto, esta é uma decisão individual que deve ser discutida com sua parteira, profissional de saúde ou clínico geral.

Em todo o caso, é bom prevenir qualquer risco de contágio. Isso inclui o uso de máscara durante a amamentação, lavar as mãos antes e depois do contato e limpar/desinfetar superfícies contaminadas.

Se a mãe estiver doente ou com sintoma, deve ser incentivada a tirar o leite e oferecê-lo à criança por meio de um copo e/ou colher limpos. Ela também pode pedir a alguém que esteja bem para oferecer o leite materno ao bebê.

Quando a amamentação não é possível, é importante conversar com o médico para a definição da forma mais apropriada de garantir a nutrição apropriada ao bebê.

LEIA MAIS