Gripe ou coronavírus? Saiba quais são as diferenças

por Equipe Danone Nutricia 26 de março de 2020 5 minutes

As diferenças entre gripe e coronavírus são sutis, pois as condições apresentam sintomas semelhantes. A falta de ar, no entanto, é um sinal de alerta.

Nem toda dor de garganta acompanhada de febre é sinal de coronavírus. A gripe apresenta sintomas comuns aos do COVID-19 e, portanto, não é fácil distinguir as duas condições.

Tanto a gripe quanto o coronavírus são infecções respiratórias, porém causadas por vírus diferentes. A primeira, também chamada de influenza, pode ser provocada pelo H1N1 ou H3N2, por exemplo. Já o segundo é um novo vírus descoberto no final de 2019 na China, cuja doença foi batizada de COVID-19.

De acordo com o Ministério da Saúde, a gripe é mais comum no inverno, mas pode circular em outras épocas do ano, já que o Brasil apresenta diferenças geográficas e climáticas em suas regiões. Portanto, durante a pandemia do coronavírus, é possível apresentar sintomas que são na verdade da gripe.

Os sintomas da gripe

Segundo o Ministério da Saúde, a gripe se inicia com febre alta, seguida de dor muscular, dor de garganta, dor de cabeça, coriza e tosse seca. A febre é o sintoma mais importante e dura em média três dias.

Tosse e outros sintomas respiratórios se tornam mais evidentes com a progressão da doença. Geralmente, mantêm-se por três a cinco dias após o desaparecimento da febre. Além disso, alguns casos podem apresentar complicações graves, como a pneumonia, exigindo a internação no hospital.

A gripe pode, ainda, apresentar sintomas como:

  • Calafrios

  • Mal-estar

  • Dor de cabeça

  • Dores musculares e nas juntas

  • Dor de garganta

  • Dor nas juntas

  • Prostração

  • Fadiga

  • Secreção nasal excessiva

  • Diarreia

  • Vômito

  • Rouquidão

  • Olhos avermelhados e lacrimejantes

os sintomas do coronavírus

Os sintomas mais comuns da infecção pelo coronavírus são febre, cansaço e tosse seca. Alguns pacientes também podem sentir dores, congestão nasal, coriza, garganta inflamada e diarréia. Os sinais geralmente são leves e começam gradualmente. 

Em casos graves, o coronavírus pode evoluir para pneumonia grave com insuficiência respiratória aguda, falência renal e até mesmo levar à morte. 

Os principais sinais de alerta são:

  • Dificuldade para respirar ou respiração curta

  • Dor ou sensação de pressão persistente no peito

  • Confusão ou dificuldade para despertar

  • Lábios ou rosto azulados.

    Gripe ou coronavírus?

    Pessoas gripadas geralmente apresentam os sintomas rapidamente, dentro de um a quatro dias após a infecção pelo vírus. No caso do coronavírus, a janela pode ser maior, estendendo-se a até 14 dias (ainda que a média seja de cinco dias). 

    Segundo o Centers for Disease Control and Prevention, crianças e adultos apresentam sintomas similares. Mas entre a população infantil, há mais chances de que os sintomas sejam leves e bastante parecidos com os da gripe.

    Como ambas as condições apresentam sintomas similares, principalmente em suas formas leves e moderadas, pessoas não testadas para o COVID-19 provavelmente não terão certeza se contraíram a doen

    Indivíduos com sintomas devem ficar principalmente atentos à falta de ar, que pode indicar um quadro de coronavírus mais grave. Portanto, febre, tosse seca, cansaço e falta de ar combinados são definitivamente sinais de alerta. Entre em contato com o médico e veja se é necessário procurar o sistema de saúde para cuidados hospitalar

    Por fim, não tente realizar o seu próprio diagnóstico. Se sentir um dos sintomas acima, observe como eles evoluem e, se achar que precisa de cuidados ou sentir falta de ar, entre em contato com o médico imediatamente. Ele poderá analisar o seu estado de saúde e orientar sobre os encaminhamentos necessários.

     

    Referências:

    Ministério da Saúde. Informações sobre gripe.

    Ministério da Saúde. Gripe (Influenza): causas, sintomas, tratamento, diagnóstico e prevenção.

    John Hopkins Medicine. Coronavirus Disease 2019 vs. the Flu.

    World Health Organization. Q&A on coronaviruses (COVID-19).

LEIA MAIS