Imunidade e coronavírus: por que a alimentação saudável é importante durante a pandemia

por Equipe Danone Nutricia 19 de março de 2020 5 minutes

A dieta saudável e balanceada fortalece o sistema imunológico, reduzindo os riscos de contrair infecções virais e fortalecendo o corpo para lutar contra doenças

 

O sistema imune, formado por anticorpos, glóbulos brancos e outros componentes, protege o corpo contra infecções como o novo coronavírus (COVID-19). A doença, que causa sintomas como febre e dificuldades respiratórias, tornou-se uma pandemia global de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS).

Quando a imunidade está baixa, nosso organismo fica mais vulnerável a infecções e tem dificuldades para se recuperar durante um quadro de doenças como o coronavírus. Certos tipos de câncer, assim como o HIV e condições como a hepatite, contribuem para o enfraquecimento do sistema imunológico.

Idosos também costumam ter imunidade reduzida em relação aos mais jovens. Por isso, o coronavírus traz mais riscos para os mais velhos e pessoas com doenças preexistentes.

sistema imune e alimentação

Mas você sabia que a alimentação está diretamente relacionada à imunidade? O que comemos reflete em nossa imunidade: diminui ou aumenta as chances de ficarmos doentes e pode nos ajudar ou atrapalhar a nossa recuperação de algum problema. 

Isso acontece porque uma série de reações químicas feitas pelo sistema imunológico dependem de minerais, vitaminas e aminoácidos específicos. 

O Ministério da Saúde afirma que alimentos de origem vegetal costumam ser boas fontes de fibras e de vários nutrientes. Já os de origem animal fornecem proteínas, vitaminas e minerais. 

Por outro lado, uma dieta pobre, pouco variada, pode não oferecer os nutrientes necessários para que as células do nosso corpo trabalhem com eficiência e protejam nosso organismo. Assim, quando o estado nutricional está debilitado, há um prejuízo para a resposta imunológica, deixando o corpo mais vulnerável. Alerta vermelho, então, para a contração de viroses, como o coronavírus. 

E é importante dizer: a alimentação inadequada está relacionada à piora da imunidade em poucos dias. Não adianta ter um histórico de comer bem e achar que está tudo resolvido. Comer de forma adequada deve ser um compromisso permanente para manter um bom  estado nutricional.


Quando os suplementos são aliados da imunidade

Quando não obtemos todos os nutrientes necessários pela dieta ou temos uma condição de saúde que prejudica a absorção deles pelo organismo, os suplementos nutricionais podem ser utilizados para garantir a manutenção do estado nutricional. 

De acordo com uma publicação da Medical Nutrition International Industry, o uso de suplementos faz parte do plano de intervenção nutricional quando necessário. Tal opção é baseada em evidência científicas, eficiente no tratamento de pessoas vulneráveis e fragilizadas.

O profissional de saúde deverá fazer uma avaliação do estado nutricional, da saúde e dos hábitos para entender se o uso de um suplemento é necessário para apoiar o seu sistema imunológico. Não deixe de prestar atenção à qualidade da sua alimentação imunidade e procure ajuda se necessário. 

No caso dessa pandemia de coronavírus, o uso de suplementos pode ser especialmente prescrito para idosos e pessoas com doenças preexistentes, as vítimas preferenciais do vírus provavelmente por estarem com a imunidade baixa.


os sinais do sistema imunológico enfrequecido

Mas quais são os principais sintomas de imunidade baixa? Veja a lista abaixo, de acordo com o sistema de saúde da Universidade da Pensilvânia, nos Estados Unidos:

Seus níveis de estresse estão elevados

Ficar doente após o término de um grande projeto no trabalho ou durante uma crise no seu relacionamento não é coincidência. Os altos níveis de estresse reduzem a quantidade de linfócitos no corpo, as células que ajudam a combater infecções. Quanto menor o nível de linfócitos, mais vulnerável o corpo fica.

Você está sempre gripado

Duas ou três gripes por ano são perfeitamente normais, mas se você praticamente emenda uma na outra, a sua imunidade pode estar baixa. Ficar gripado por um longo período de tempo também pode indicar problemas no sistema imunológico.

Você tem dores de barriga constantes

Se você tem frequentes diarreias, gases ou constipação, também é sinal vermelho para imunidade. Isso porque quase 70% do seu sistema imunológico está concentrado no seu trato digestivo.

As suas feridas demoram para ser curadas

Quando nos machucamos, o sistema imunológico entra em ação para curar a ferida. Quando esse processo demora mais tempo do que o normal, a imunidade pode estar prejudicada.

Você tem infecções frequentes

Infecções de ouvido constantes, apresentar pneumonia mais de uma vez ao ano, sofrer de sinusite crônica e precisar tomar antibióticos diversas vezes ao ano são sinais de imunidade baixa.

Você se sente cansado o tempo todo

Se você está dormindo o suficiente e ainda assim sofre com a exaustão, pode ser que o seu sistema imune esteja enfraquecido. Isso ocorre porque o corpo pode estar tentando preservar energia para combater possíveis infecções.

Cuidar bem da imunidade e, portanto, da alimentação, é fundamental sempre -- mas principalmente durante uma pandemia como a do coronavírus. Portanto, presente atenção ao que você coloca no prato e tome os cuidados necessários para um sistema imunológico de ferro.

 

Referências:

Harvard Health Publishing: How to boost your immune system

Health Direct - Governo da Austrália: Can you boost your immune system against the coronavirus (COVID-19)?

Penn Medicine - University of Pennsylvania: 6 Signs you have a weakened immune system

Ministério da Saúde: Alimentação adequada e saudável aumenta a imunidade e pode prevenir doenças