Dicas e cuidados para administrar a dieta enteral

por Equipe Danone Baby 02 de março de 2020 5 minutes

Lavar bem as mãos e seguir as instruções do fabricante são dicas simples, mas que fazem toda a diferença para o sucesso da alimentação

A dieta enteral tem os mesmos objetivos da alimentação normal, mas exige cuidados específicos. Para alimentar-se por meio de um tubo, é preciso prestar atenção redobrada à higiene e seguir as recomendações do médico e do fabricante do alimento com zelo. 

Veja, abaixo, algumas dicas para administrar a dieta enteral:

  • Verifique sempre o prazo de validade da dieta.

  • Separe todo o material que será utilizado. Siga sempre as orientações médicas

  • O frasco de dieta e o abridor de garrafas devem ser limpos com um pano limpo umedecido em álcool 70%, antes de sua abertura.

  • Lave bem as mãos com água e sabão antes de iniciar o preparo.

  • Observe se a sonda está bem fixada no nariz do paciente.

  • A dieta que será administrada no paciente deve estar em temperatura ambiente.

  • A dieta deve ser sempre administrada lentamente para evitar qualquer problema (diarréia, gases, náuseas e vômito).  Se a sonda estiver no estômago do paciente, o volume de um horário deve correr em 1h. Se a sonda estiver no intestino, a velocidade deve ser mais lenta, ou seja, o volume de um horário deve correr em 1h30min.

  • O nutricionista/ médico responsável pelo tratamento e alta deve determinar qual volume de dieta enteral será usado e os horários para administração.Os horários para administração da dieta são semelhantes aos horários das refeições normais: café da manhã, almoço, jantar, ceia e lanches. Por exemplo, de 3 em 3horas: 6h, 9h, 12h, 15h,18h, 21h. Estes horários podem ser ajustados à rotina da família.

  • Para receber a dieta, o paciente deve estar sentado no leito, formando um ângulo de 45° (no mínimo) em relação à cama. Ele deve ficar nesta posição durante o recebimento da dieta e por mais 30 minutos após o término dela. Esta posição é extremamente importante, pois impede que o paciente se engasgue com a dieta e que ela se dirija ao pulmão. 

  • Se o paciente apresentar náusea, tosse excessiva, dificuldade respiratória ou qualquer alteração, suspenda imediatamente a dieta e entre em contato com o médico para orientação.

  • Limpe diariamente a parte externa da sonda com gaze, água e álcool a 70% ou sabonete suave. Seque bem.

  • Cuidado para não puxar a sonda acidentalmente. Caso haja saída ou entupimento, ela deverá ser trocada pelo médico.

  • Proteja o alimento de animais.

  • Use as unhas curtas e limpas para administrar a dieta.

  • No caso de entupimento da sonda ou saída acidental, procure ajuda médica. Nunca tente reintroduzir a sonda sozinho.

Por que os cuidados com a dieta enteral são importantes?

Executar a dieta enteral de forma adequada pode melhorar significativamente a qualidade de vida do paciente e, em muitos casos, é essencial para o sucesso do tratamento que está seguindo. 

Realizá-la corretamente também reduz o risco de infecções, desnutrição e complicações relacionadas à dieta, como o entupimento das sondas. 

 

Referências:

Gramlich, L. Hurt, RT. Jin, J. et al. Home Enteral Nutrition: Towards a Standard of Care. Nutrients. 2018 Aug; 10(8): 1020.

LEIA MAIS