Dieta enteral melhora o estado nutricional do paciente

Dieta enteral melhora o estado nutricional do paciente

por Equipe Danone Baby 02 de março de 2020 5 minutes

A dieta enteral começou a ser testada nos anos 1980 e, hoje, é a melhor opção para pacientes que não podem se alimentar pela boca

Antes de a dieta enteral ser uma possibilidade, os pacientes que não podiam se alimentar normalmente pela boca tinham vários problemas nutricionais, chegando a correr risco de vida.

Além de sofrer com patologias gastrointestinais, esses pacientes poderiam ficar desnutridos. Nos anos 1960, a nutrição parental se tornou uma opção. Nesse caso, os nutrientes são injetados diretamente na corrente sanguínea do paciente. 

Vinte anos depois, os primeiros testes com a dieta enteral foram iniciados, com os nutrientes ministrados pelo trato gastrointestinal. E isso foi um avanço muito importante. Com a dieta enteral, os resultados nutricionais foram melhores e os benefícios para a recuperação do paciente mais numerosos. 

De acordo com um estudo publicado em 2013, a dieta enteral se provou superior à parental em diversos grupos de pacientes cirúrgicos. Os pesquisadores chegam a sugerir que a alimentação enteral é, inclusive, sempre superior à parental. 

Isso se deve, em grande parte, aos avanços da dieta enteral ao longo dos últimos 50 anos. Hoje, há produtos disponíveis que são mais adequados para as necessidades fisiológicas do corpo, contendo diversos tipos de fibras e proteínas, por exemplo. Assim, esse tipo de alimentação vem se tornando mais sofisticado e adequado.

 

os benefícios da dieta enteral

Veja, abaixo, quais são os principais benefícios da dieta enteral:

  • Mais parecida com o mecanismo fisiológico do nosso organismo, ou seja, o estômago e o intestino estão sendo estimulados, como ocorre durante a alimentação convencional;

 

  • Melhora a resistência do paciente para se proteger contra bactérias que podem causar infecções. Isso está possivelmente relacionado com a interação da dieta com as células do intestino;[Text Wrapping Break]

  • Pode ser utilizada por pacientes em diferentes condições;[Text Wrapping Break]

  • Custa mais barato do que a nutrição parental;[Text Wrapping Break]

  • A dieta enteral industrializada é prática e pode ser usada com segurança;[Text Wrapping Break] 

  • Aporte de nutrientes adequado para as necessidades do paciente;[Text Wrapping Break]

  • Minimiza o risco de desnutrição e de problemas de saúde associados. Por consequência, aprimora o tratamento ao qual o paciente está submetido, evita a perda de peso e a fraqueza muscular.

A dieta enteral, apesar de parecer desconfortável, pode aprimorar a qualidade de vida do paciente. A nutrição parental costuma ser indicada apenas quando a enteral não é possível, geralmente se a digestão pelo trato gastrointestinal não é possível ou se a absorção de nutrientes está prejudicada.

Tem outras dúvidas sobre dieta enteral? Entre em contato com a gente. 

 

Referências:

Seres, DS. Valcarcel, M. Guillaume, A. Advantages of enteral nutrition of parental nutrition. Therap Adv Gastroenterol. 2013 Mar; 6(2): 157–167.

American Society For Parenteral and Enteral Nutrition. What Is Nutrition Support Therapy. Disponível em: https://www.nutritioncare.org/About_Clinical_Nutrition/What_is_Nutrition_Support_Therapy/

 

LEIA MAIS