Por que administrar água pela sonda durante a dieta enteral

Por que administrar água pela sonda durante a dieta enteral

por Equipe Danone Baby 02 de março de 2020 5 minutes

A alimentação líquida não anula a necessidade de se hidratar com frequência

Manter uma dieta líquida não significa que você esteja suficientemente hidratado. A alimentação enteral contém uma quantidade de água, mas não o bastante para fornecer o volume que o paciente precisa. 

Um erro comum é ingerir água pela sonda somente após a dieta, no momento da higiene ou para administrar medicação. Tal volume, entre 30 e 35 ml, é pouco perto da necessidade diária de água. Como, então, se manter hidratado fazendo uso da dieta enteral?

quantidade necessária

A quantidade recomendada de água pode variar de pessoa para pessoa, mas a recomendação geral é de 2 litros de água ao dia, de acordo com um estudo sobre as estimativas das necessidades de ingestão de água publicado na revista Nature. Também de acordo com a pesquisa, outras referências indicam que é necessário 30-35 ml de água por quilograma de peso corporal. Por exemplo, uma pessoa de 70 kg precisaria de 2,1 L de água ao dia. 

 
É importante seguir a indicação do médico e nutricionista para saber a quantidade de água ideal para você. Mas boa dica é reparar no volume e na quantidade de vezes que urina, assim como na sua coloração: quanto mais clara for (por vezes quase transparente), melhor hidratado você está.

Como se manter hidratado fazendo uso da dieta enteral

Veja as dicas abaixo:

  • Adicione água na sonda nos intervalos das refeições, mesmo quando não vai tomar medicações ou ingerir a dieta líquida 

  • A água deve ser filtrada ou previamente fervida e ingerida em temperatura ambiente

  • Em geral, as dietas que possuem mais calorias têm menos água. Portanto, se as calorias aumentarem, você também precisará se hidratar mais. Sempre consulte o médico ou nutricionista.

  • A falta de água pode provocar constipação. Quando se sentir constipado, hidrata-se mais. Caso os sintomas não melhorarem, procure o médico.

  • Praticar atividades físicas ou sentir muito calor fazem suar, o que acaba desidratando. Portanto, nesses casos, aumente o consumo de água.

  • Condições como vômitos e diarreia também pode causar perda de líquido, então reforce a hidratação.

  • Fique atento aos sinais da desidratação, como sede excessiva, lábios secos, pele seca, rápida perda de peso, urina escura e febre.

 

Referências:

Royal Devon and Exeter NHS Foundation Trust - Guideline for the Care and Management of Enteral Feeding in Adults

Best C, Lecko C. Maintaining hydration in enteral tube feeding. Nursing Times; 109: 26, 16-17. 2013

California State University Northridge. Tube feeding tutorial. 2017.

Vivanti, A. P. "Origins for the estimations of water requirements in adults." European journal of clinical nutrition 66.12 (2012): 1282-1289.

LEIA MAIS