Terapia enteral, entenda e veja que não é complicado!

por Equipe Dieta Enteral

Algumas vezes, a impossibilidade de conseguir se alimentar pode ser devido a alguma enfermidade que leva o apetite a diminuir, a dificuldades de deglutir (engolir), ou o quadro depois da cirurgia pode interferir no ato da alimentação. Quando isso ocorre, e a pessoa fica impossibilitada de comer, a nutrição ainda pode ser suprida, através da TERAPIA ENTERAL [1,2].

No processo normal da digestão, o alimento é "quebrado" no estômago e no intestino, para assim, ser absorvido. Os nutrientes absorvidos vão para o sangue e são distribuídos por todo o corpo. A dieta enteral contém os mesmos nutrientes que os alimentos, como proteína, carboidrato, gordura, vitaminas e minerais, que pode ser direcionado para o estômago ou diretamente para o intestino, e a partir daí desempenha a mesma função do que se a pessoa estivesse comendo o alimento fonte [1].

 

Mas, quem pode fazer o uso de dieta enteral?

Pessoas de qualquer idade! Muitas vezes, a dieta enteral é usada por um curto período, e depois de removida a pessoa pode voltar a comer normalmente. Em outros casos, um maior período é necessário, e as pessoas podem viver muito bem com a dieta enteral pelo tempo que for necessário [1,2].

 

Quais os tipos de terapia enteral?

A dieta pode ser administrada por diferentes tipos de tubos, que pode ser direcionado do nariz para o estômago (nasogástrica) ou para o intestino (nasojejunal). Algumas vezes o tubo é colocado diretamente na pele, através de um orifício, para o estômago (gastrostomia) ou para o intestino (jejunostomia) [1,2].

A equipe médica indicará qual é o tipo de terapia enteral adequado para cada paciente.

 

 

Referências

[1] Aspen. American Society for Parenteral and Enteral Nutrition. What Is Enteral Nutrition. http://www.nutritioncare.org/About_Clinical_Nutrition/What_is_Enteral_Nutrition/

[2] Lloyd, David AJ, and Jeremy Powell-Tuck. "Artificial nutrition: principles and practice of enteral feeding." Clinics in colon and rectal surgery 17.02 (2004): 107-118.

 

 

Leia mais

Perguntas sobre nossos produtos?

Caso tenha alguma dúvida sobre a Danone Nutricia ou nossos produtos, entre em contato com nossa central de atendimento!