4 benefícios do suplemento oral após a alta hospitalar

por Equipe Danone Nutricia 02 de fevereiro de 2021 5 minutes

O uso de suplementos orais após a alta hospitalar traz mais praticidade e energia para o dia a dia, auxilia na cicatrização de feridas, reduz os gastos com saúde e as chances de voltar para o hospital

Após a alta hospitalar, tudo o que o paciente deseja é voltar para o conforto do lar sem o risco de nova internação. A nutrição adequada tem papel importante nesse sentido, pois apoia a recuperação e a saúde, reduzindo os riscos de recaída.

A desnutrição é um dos principais motivos de internação hospitalar, principalmente para idosos e pessoas com doenças crônicas, como o câncer. No hospital, o paciente segue a dieta oferecida durante a internação, composta por alimentos definidos pela equipe profissional especialmente para as suas condições de saúde.

Quando volta para casa, deve continuar seguindo o padrão alimentar sugerido pelo médico ou nutricionista. No entanto, nem sempre é fácil. Dificuldades provocadas por cirurgias ou condições de saúde podem acabar prejudicando a qualidade da dieta e o aporte de nutrientes e calorias necessários para manter a saúde e o peso. Por isso, o uso de suplementos alimentares costuma ser indicado pela equipe médica para apoiar a recuperação do paciente e evitar a reinternação.

Suplementos orais são produtos elaborados para complementar uma dieta insuficiente ou inadequada. São oferecidos geralmente na forma líquida, como bebidas, ou em pó, acrescentados em outros alimentos. Sua composição é formulada para melhorar a ingestão energética, proteica e de micronutrientes, de acordo com as necessidades de cada paciente.

Veja, abaixo, quatro benefícios da suplementação oral após a alta hospitalar:

1 - Praticidade no dia a dia

Quanto estamos nos recuperando de uma internação hospitalar, voltar para casa é uma readaptação. Em geral, nosso corpo e emocional estão fragilizados, então toda ajuda é bem-vinda. Nesse sentido, os suplementos são uma mão na roda, pois garantem que a sua dieta será complementada com os nutrientes necessários para a sua recuperação. 

A nutrição adequada fornece maior energia e disposição para executar as tarefas do dia a dia. Além disso, nos momentos em que não estiver se sentindo muito bem ou não for possível preparar refeições nutritivas e elaboradas, o suplemento serve de suporte para que a qualidade da sua alimentação não seja prejudicada.

2 - auxilia na cicatrização de feridas

Feridas podem ocorrer em pacientes que ficam muito tempo na mesma posição. Muitas vezes, mesmo após a alta hospitalar, ainda é preciso fazer repouso ou a movimentação é limitada, o que favorece o aparecimento de lesões por pressão – também conhecidas como escaras. 

A alimentação é fundamental no processo de cicatrização e cura dessas feridas. Suplementos nutricionais hiperproteicos, principalmente enriquecidos em micronutrientes como zinco, vitaminas e arginina, contribuem em todas as fases do processo de cicatrização.

3 - reduz as taxas de reinternação hospitalar

Como a desnutrição é uma das principais causas de reinternação hospitalar, o uso de suplementos orais para evitar que o paciente fique desnutrido têm papel na redução das taxas. 

Segundo um estudo realizado em 2019, publicado pela Academia de Nutrição e Dietética, nos Estados Unidos, o uso de suplemento oral foi associado a uma redução de 38,8% na reinternação hospitalar de pacientes em geral, 46,1% de pacientes oncológicos e 58,8% de pacientes que estavam na Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

Portanto, uma medida tão simples como adotar a nutrição adequada pode fazer a diferença no sucesso da sua recuperação.

4 - REDUZ os gastos com saúde

A nutrição inadequada após a alta hospitalar pode acabar pesando no seu bolso. Afinal, se as suas condições de saúde declinarem e você precisar ser internado novamente, seus gastos com saúde irão aumentar. 

Além dos custos da internação, a nutrição inadequada contribui para o declínio da sua saúde e aumenta o tempo necessário para a recuperação. Gastos com consultas médicas, remédios e outros cuidados acabam entrando para a lista de despesas.

Para quem trabalha ou estuda, problemas de saúde ainda atrapalham o desempenho. Você pode precisar se afastar das suas funções por um período maior de tempo ou interromper os seus estudos.

Subestimar os prejuízos da nutrição inadequada não vale a pena. Melhor investir em uma alimentação completa e balanceada e no uso de suplementos, quando indicados pelo médico e/ou nutricionista.

 

 

Referências: 

World Health Organization. Malnutrition—The Global Picture, 2000

Mullin GE, Fan L, Sulo S, Partridge J. The Association between Oral Nutritional Supplements and 30-Day Hospital Readmissions of Malnourished Patients at a US Academic Medical Center. J Acad Nutr Diet. 2019 Jul;119(7):1168-1175. 

Alberda, Cathy, Andrea Graf, and Linda McCargar. "Malnutrition: etiology, consequences, and assessment of a patient at risk." Best practice & research clinical gastroenterology 20.3 (2006): 419-439.

 Volkert, Dorothee, et al. "ESPEN guidelines on enteral nutrition: geriatrics." Clinical nutrition 25.2 (2006): 330-360.

Hegazi, Refaat A., and Paul E. Wischmeyer. "Clinical review: optimizing enteral nutrition for critically ill patients-a simple data-driven formula." Critical Care 15.6 (2011): 234.

Halfon P, Eggli Y, van Melle G, Chevalier J, Wasserfallen JB, et al. Measuring potentially avoidable hospital readmissions. J Clin Epidemiol. 2002; 55: 573-587.

Baker EB, Wellman NS. Nutrition concerns in discharge planning for older adults: a need for multidisciplinary collaboration. J Am Diet Assoc. 2005; 105:603-607.

Ottenbacker KJ, Karmarkar A, Graham JE, Kuo YF, Deutsch A, et al. Thirty-day hospital readmission following discharge from postacute rehabilitation in fee-for-service Medicare patients. JAMA. 2014; 311(6):604-14.

LEIA MAIS