Comer bem no café da manhã pode ajudar a prevenir obesidade e glicemia alta

por Equipe Danone Nutricia 28 de agosto de 2020 5 minutes

Estudo mostra que comer bem no café da manhã e menos no jantar é benéfico ao corpo

Os alimentos consumidos ao longo do dia devem ser saudáveis e nutritivos, mas também é importante adotar as refeições corretas para cada momento. Já dizia o ditado: “Tome o café da manhã como um rei, almoce como um príncipe, jante como um miserável”. Mas será que ele está correto?

Na correria do dia a dia, a gente acaba vendo que, enquanto algumas pessoas não abrem mão de um café da manhã bem servido, com frutas e pão quentinho, muitas outras preferem ficar de estômago vazio até o almoço. E daí, no fim do dia, "tiram o atraso" na hora do jantar.

É um hábito muito prejudicial. De acordo com um estudo publicado recentemente (em fevereiro de 2020) por pesquisadores da Universidade de Lubeck, na Alemanha, investir em um farto café da manhã -- e não em um grande jantar – pode ajudar a prevenir obesidade e picos de glicose no sangue.

Vamos entender as evidências?

Banquete no café da manhã? exatamente!

O nosso corpo gasta energia ao absorver, digerir, transportar e armazenar nutrientes. Esse processo, conhecido como termogênese induzida pela dieta (DIT), é uma medida de quão bem nosso metabolismo está funcionando e pode variar dependendo do horário das refeições.

Os pesquisadores alemães conduziram um estudo de laboratório de três dias com 16 pessoas que consumiram um café da manhã com baixas calorias e um jantar calórico em um primeiro momento. Em outro período, fizeram o contrário: consumiram um café da manhã calórico e um jantar com baixas calorias.

Eles descobriram que o consumo calórico idêntico provocou um DIT 2,5 vezes maior pela manhã do que à noite -- ou seja, o metabolismo do corpo funcionava com mais eficiência pela manhã. Além disso, o aumento das concentrações de açúcar no sangue e insulina, induzido pelos alimentos, foi menor após o café da manhã, em comparação com o jantar.

Os resultados também mostram que consumir um café da manhã completo reduziu o apetite ao longo do dia, sobretudo por doces.

Mas o que isso significa? Segundo os pesquisadores, os resultados mostram que consumir um farto café da manhã e poucas calorias à noite tem efeito positivo na disponibilidade energia ao longo do dia e no metabolismo da glicose. Assim, de acordo com o estudo, comer mais no início do dia, e não durante à noite, poderia ajudar a prevenir a obesidade e altos picos de glicose no sangue.

não pule o café da manhã

Ainda que o estudo ajude a provar a importância do café da manhã na alimentação, no nosso cotidiano a gente tem de considerar ainda outros fatores, como a prática de esportes e a genética – isso também pode afetar tanto o ganho de peso quanto os níveis de glicose no sangue.

Portanto, o ideal é consultar o nutricionista, que poderá traçar o seu histórico clínico, anotar seus hábitos e até solicitar exames para montar um cardápio adequado ao seu perfil.

De toda forma, o café da manhã é uma refeição fundamental, pois estimula o metabolismo, ajudando o corpo a queimar calorias ao longo do dia, e fornece a energia necessária para realizar as tarefas. Também ajuda você a se concentrar nos seus afazeres, seja no trabalho ou na escola.

Portanto, nada de pular o café da manhã. Preste atenção a todas as refeições do dia e escolha com carinho o que irá comer em cada uma delas. Tudo o que você coloca no seu prato tem efeito direto na sua saúde e na sua disposição.

 

Referências:

J. Richter, N Herzog, S. Janga et al. Twice as High Diet-Induced Thermogenesis After Breakfast vs Dinner On High-Calorie as Well as Low-Calorie Meals. The Journal of Clinical Endocrinology & Metabolism, Volume 105, Issue 3, March 2020, Págs. e211–e221

Science Daily. People who eat a big breakfast may burn twice as much calories.

National Health Service UK. Is it easier to burn off a big breakfast than a big dinner?

Web Medical Team. Breakfast. Is it the most important meal?

LEIA MAIS