Doença celíaca: tudo sobre a condição que impede o consumo de glúten

por Equipe Danone Nutricia 15 de dezembro de 2020 5 minutes

A doença celíaca geralmente se manifesta em crianças em fase de introdução alimentar, mas os primeiros sintomas também podem surgir na vida adulta

A doença celíaca ocorre quando o corpo ataca o próprio intestino delgado, como resposta ao consumo de glúten, uma proteína encontrada no trigo, aveia, cevada, centeio e seus derivados. Muitos alimentos que fazem parte do dia a dia do brasileiro estão nesta lista, incluindo pães, biscoitos, pizzas e até mesmo cerveja.

O que é doença celíaca

A doença celíaca é uma doença autoimune, ou seja, causada por uma resposta imunitária anormal do corpo, que acaba atacando a si próprio. Ela também é crônica, então exige tratamento para controle dos sintomas ao longo de toda a vida. Portanto, não tem cura. Geralmente, ocorre em crianças e adultos geneticamente predispostos.

As pessoas com doença celíaca são sensíveis ao glúten, uma massa composta por proteínas de armazenamento do trigo, como gliadinas e gluteninas. Ele é muito utilizado na preparo de alimentos para dar à massa as propriedades de cozimento desejadas, acrescentar sabor ou melhorar a textura.

Ao consumir alimentos que contêm glúten, as células de defesa do sistema imunológico de pessoas com doença celíaca agridem as células do organismo, causando um processo inflamatório. A inflamação ocorre na parede interna do intestino delgado, provocando a atrofia das vilosidades intestinais e a diminuição da absorção de nutrientes, vitaminas, sais minerais e água por meio da alimentação. Por isso, a condição pode levar à perda de peso, desnutrição e diversos outros sintomas.

A doença celíaca geralmente se manifesta ainda na infância, entre os seis meses e dois anos e meio de vida. Porém, isso não é regra. A condição também pode se manifestar pela primeira vez na vida adulta.

sintomas da doença celíaca

Segundo o Ministério da Saúde, os principais sintomas da doença celíaca são:

- Diarreia ou prisão de ventre crônica;

- Dor abdominal;

- Inchaço na barriga;

- Danos à parede intestinal;

- Falta de apetite;

- Baixa absorção de nutrientes;

- Osteoporose;

- Anemia;

- Perda de peso;

- Desnutrição.

Crianças também podem apresentar náuseas, vômitos, barriga inchada, flatulência e fezes claras ou malcheirosas. Na infância, o quadro costuma ser bem definido. Já na vida adulta, os sintomas costumam ser mais indefinidos e eventuais.

como diagnosticar A DOENÇA CELÍACA

Diversos exames são feitos para diagnosticar a doença celíaca. A análise dos sintomas é o primeiro passo, feito pelo médico especialista, o gastroenterologista. Bebês e crianças podem ser levados ao pediatra, que irá encaminhar ao especialista se necessário. 

Além da avaliação dos sintomas, o médico poderá solicitar uma endoscopia, para colher uma biópsia do intestino, assim como exames de sangue, que identificam a presença de anticorpos no sangue. O profissional de saúde também poderá sugerir a adoção de uma dieta restritiva, sem glúten, para observar se os sintomas diminuem.

Em crianças, o diagnóstico deve ser feito o quanto antes, para evitar a desnutrição, perda de peso e problemas de crescimento. A demora para diagnosticar corretamente a doença celíaca leva a deficiência no desenvolvimento.

Em adultos, o diagnóstico correto também é imprescindível, principalmente por que muitos apresentam poucos ou nenhum sintoma. A falta de tratamento pode provocar o surgimento de tumores no intestino ou linfoma, um conjunto de cânceres que afetam o sistema linfático, responsável por prevenir infecções.

DOENÇA CELÍACA ou intolerância ao glúten?

As pessoas com doença celíaca são intolerantes ao glúten, mas o inverso não é verdadeiro. Isto é: quem é intolerante ao glúten não necessariamente tem doença celíaca. Isso porque a intolerância ao glúten podem ocorrer sem o componente imunológico bem definido, ou seja, o corpo não aceita bem o alimento, mas não há alterações orgânicas nem distúrbios nutricionais.

As pessoas intolerantes podem experimentar sintomas desagradáveis e que afetam a qualidade de vida quando consomem glúten, como diarreia e sensação de barriga inchada. Porém, não há prejuízo para a saúde orgânica do intestino.

como tratar a DOENÇA CELÍACA 

O principal tratamento para a doença celíaca é cortar totalmente o glúten da dieta. Quando é excluído da alimentação, os sintomas vão embora. Parece simples, mas a dieta precisa ser rigorosa, e conviver com tais restrições nem sempre é fácil. 

Além disso, é preciso ficar atento à contaminação cruzada, que ocorre quando há transferência do glúten por meio de utensílios, como esponjas, panos de prato, colheres de pau e óleo para fritura. Portanto, considere separar os objetos utilizados pela pessoa com doença celíaca dos demais.

Para não correr o risco de ingerir glúten, principalmente no início da dieta, é preciso ter uma tabela com todos os alimentos que podem conter a proteína, como barras de cereais ou granola, batatas fritas, salgadinhos, biscoitos, bolachas, derivados do trigo e assim por diante. Também é necessário ler com atenção os rótulos de produtos industrializados. Geralmente, aqueles que não contêm glúten possuem um aviso na embalagem.

 

 

Referências: 

Ministério da Saúde. Doença celíaca.

World Gastroenterology Organisation Global Guidelines. Doença celíaca.

Mayo Clinic. Celiac disease.

Celiac Disease Foundation. What is Celiac Disease?

Web Medical Team. Celiac Disease.

 

LEIA MAIS