Gatilhos emocionais: o que são, como identificá-los e lidar com eles

Gatilhos emocionais: o que são, como identificá-los e lidar com eles

por Equipe Danone Nutricia 23 de novembro de 2021 5 minutes

Gatilhos emocionais ocorrem como consequência de algo que ocorreu no passado e podem gerar sensações negativas, como ansiedade

Rolando o feed do Instagram ou outra rede social, você já se deparou com uma publicação sobre algum tópico que provocou uma reação desagradável ou emoções intensas? Os gatilhos emocionais podem ocorrer em qualquer situação, como ao assistir a um filme ou durante uma conversa com amigos.

De acordo com a Sociedade Brasileira de Inteligência Emocional (SBIE), os gatilhos emocionais são uma resposta mental a uma situação ou estímulo que remete a algo vivido no passado. A expressão está na moda, geralmente para se referir a experiências negativas.

Porém, também podem nos remeter a algo positivo, como o cheiro de café passado e bolo no forno que relembra as tardes na casa dos avós, ou uma música que nos leva de volta para celebrações com os amigos.

De toda forma, quando são negativos, os gatilhos emocionais podem provocar sintomas como ansiedade ou tristeza, especialmente quando ocorrem de surpresa. 

Como identificar um gatilho emocional

O gatilho emocional nos deixa desconfortáveis e pode nos avisar sobre quais aspectos de nossa vida são frustrantes ou até mesmo sobre traumas do passado. Como nossas experiências são pessoais, muitas coisas podem ser gatilhos, como músicas, cenas de um filme, conversar e até mesmo rever algumas pessoas.

Quando lidamos com um gatilho emocional, nossos picos de adrenalina e hormônios do estresse, como o cortisol, percorrem o corpo e o cérebro. Depois que esses hormônios são liberados, a ansiedade aumenta e, muitas vezes, perdemos o contato com nossas habilidades saudáveis de enfrentamento.

Os gatilhos emocionais podem gerar sensações como rejeição, traição, injustiça, desamparo, perda de controle, sentimento de exclusão, desaprovação ou crítica, assim como se sentir indesejado, inseguro ou sufocado.

Sensações físicas como as da ansiedade também podem ocorrer, como coração batendo forte, dor de estômago, tremores, tonturas e palmas das mãos suadas.

É preciso ficar atento a esses sintomas e às situações que os provocaram. Nem sempre é fácil identificar um gatilho emocional. O apoio psicológico, de um profissional qualificado, é importante para ajudar a identificar e a lidar com essas situações.

 

Como lidar com gatilhos emocionais

O tratamento psicológico pode ajudar a encontrar mecanismos para lidar com gatilhos emocionais. O profissional também pode indicar práticas de controle da ansiedade que podem ser úteis, como a meditação. Segundo o Centro de Estudos de Políticas Sociais, nos Estados Unidos, estar no momento presente é uma forma de lidar com o gatilho. Respirar fundo, clarear os pensamentos e relaxar o corpo são formas de ajudar a sensação ruim a ir embora mais rápido.

O atendimento psicológico também ajudará a identificar a origem dos gatilhos, ou seja, quais experiências do passado estão provocando sensações desagradáveis no presente.

Por fim, se você sabe onde o gatilho estará presente, pode ser melhor tomar cuidados e evitá-lo. Muitos filmes, programas de televisão e podcasts hoje colocam avisos para pessoas que têm gatilhos ao assistir cenas de violência ou consumo de drogas, por exemplo. Proteja a sua saúde emocional e procure ajuda.

 

Referências:

Center for the Study of Social Policy. Emotional Triggers Worksheet. Disponível em: https://cssp.org/wp-content/uploads/2019/02/3.2.6.1-Find-Your-Emotional-Triggers-Worksheet.pdf

Healthline. How to Identify and Manage Your Emotional Triggers. Disponível em: https://www.healthline.com/health/mental-health/emotional-triggers

Psychology Today. How to Spot Your Emotional Triggers. Disponível em: https://www.psychologytoday.com/us/blog/the-gen-y-psy/201810/how-spot-your-emotional-triggers

LEIA MAIS