Relaxamento muscular: troque o remédio pelo alongamento

por Equipe Danone Nutricia 22 de novembro de 2021 5 minutos

Adotar uma rotina regular de alongamento pode ajudar a manter o corpo relaxado e flexível

Ao final de um dia extenuante de trabalho, é normal sentir tensão no corpo, principalmente nos músculos das costas, ombros e na nuca. Os relaxantes musculares são soluções instantâneas para se sentir melhor, mas só devem ser utilizados sob prescrição médica e, como todo medicamento, podem provocar efeitos colaterais.

Que tal, então, buscar uma alternativa simples para relaxar? O alongamento é uma atividade prazerosa que pode ser inserido na rotina do dia a dia sem tomar muito do seu precioso tempo. Além do relaxamento, traz outros múltiplos benefícios para o corpo e a saúde global: 

 

Benefícios do alongamento

Alongar traz benefícios ao corpo em todas as fases da vida, como indica o Ministério da Saúde. Alongar-se com frequência pode melhorar a circulação sanguínea, ampliar a mobilidade das articulações, e fortalecer ligamentos e tendões. O alongamento ainda mantém os músculos flexíveis, fortes e saudáveis.

Sentar o dia todo em uma cadeira, por exemplo, pode provocar tensão na parte de trás das coxas. Com o tempo, movimentos simples, como estender a perna, podem se tornar mais difíceis e até inibirem a caminhada no futuro. Da mesma forma, quando os músculos são repentinamente convocados para uma atividade extenuante, como musculação ou tênis, podem sofrer danos por serem repetidamente esticados.

O alongamento constante ajuda a manter os músculos e os tendões sempre em forma, independente da sua idade. Também ajuda a manter o equilíbrio do corpo durante o envelhecimento, o que ajuda a prevenir quedas e a melhorar a mobilidade.

Além disso, pesquisas mostram que a prática de alongar aumenta o bem-estar emocional e o condicionamento físico, o que promove uma atitude positiva e nos torna menos suscetíveis a dores e tensões.

 

Por onde começar?

Para quem anda sedentário, a ideia do alongamento diário pode parecer um peso na rotina. Mas acredite: com a prática e o costume, você provavelmente irá sentir vontade de alongar todos os dias.

Segundo publicação da Escola de Medicina da Universidade de Harvard, não é preciso alongar todos os músculos do corpo. As áreas críticas para a boa mobilidade e relaxamento são as panturrilhas, os tendões da perna, os quadríceps na pelve e os quadríceps na frente da coxa, assim como as costas, os ombros e o pescoço.

Reservar um horário na agenda para alongar de três a quatro vezes por semana já pode ser suficiente, principalmente no início. No entanto, você pode fazer uma pausa na rotina para alongar a qualquer momento que sentir o corpo tenso ou a mente carregada. Você não precisa de muito espaço e poderá se sentir renovado após a prática. Assim como optamos por comer algo gostoso, tomar um banho longo ou assistir a um filme, podemos praticar o alongamento para relaxar, conforme orientação de um educador físico de sua confiança.

Deixe o relaxante muscular para situações específicas, quando o médico recomendar. Nunca se automedique! Existem muitas práticas e mecanismos naturais para lidar com o cansaço, o estresse e a tensão e ainda trazer um pouco de prazer para o seu dia a dia. Alongue-se e relaxe!

 

Referências:

Harvard Health Publishing - Harvard Medical School. The importance of stretching. Disponível em: https://www.health.harvard.edu/staying-healthy/the-importance-of-stretching

Ministério da Saúde. Alongamento é bom antes e depois da atividade física. Disponível em: https://saudebrasil.saude.gov.br/eu-quero-me-exercitar-mais/alongamento-e-bom-antes-e-depois-da-atividade-fisica

https://www.healthline.com/health/muscle-relaxers#prescription-options

https://www.webmd.com/back-pain/do-i-need-a-muscle-relaxer

LEIA MAIS