As quatro fases da enxaqueca e os gatilhos que a provocam

por Equipe Danone Nutricia 11 de novembro de 2020 5 minutes

a enxaqueca é uma dor de cabeça que pode vir acompanhada de outros sintomas, como enjoo e fotofobia

A enxaqueca é uma dor de cabeça tão forte que praticamente impede as atividades do dia a dia. Certos gatilhos, como situações tensas e estressantes ou uma noite mal dormida, podem desencadear a condição que, em certos casos, também causa enjoo, visão embaçada e incômodo em locais iluminados.

O que é enxaqueca

A enxaqueca é um tipo de dor de cabeça que não está relacionada a outras condições de saúde, como gripes e doenças do sistema nervoso. Geralmente, caracteriza-se por uma dor latejante, de intensidade moderada ou grave, sentida em um lado da cabeça.

A dor é geralmente acompanhada de náusea, vômito e extrema sensibilidade à luz e ao som. Os ataques de enxaqueca podem durar poucas horas ou alguns dias. Para algumas pessoas, um “sintoma de aviso”, conhecido como aura, ocorre antes ou junto da dor. Ela pode incluir sintomas visuais, como lampejos de luz ou pontos cegos, assim como formigamento em um lado do rosto, no braço ou na perna. O indivíduo também pode ficar com certa dificuldade para falar.

De modo geral, a enxaqueca ocorre em quatro etapas, de acordo com a Sociedade Brasileira de Cefaleia::

1 - Premonitória

Um ou dois dias antes da enxaqueca, nota-se alguns sintomas que servem de alerta, como constipação, mudanças de humor (como depressão ou euforia), rigidez do pescoço, dificuldade de concentração, irritabilidade, avidez por doce, sede extrema ou vontade frequente de urinar.

2 - Aura

A aura é definida como manifestações neurológicas bem localizadas que surgem de maneira gradual. Elas podem surgir antes da enxaqueca ou junto dela e durar de cinco a 60 minutos. Os sintomas visuais podem incluir pontos pretos, pontos brilhantes e imagens em ziguezague, que surgem em uma parte do campo visual e, aos poucos, vão se espalhando e crescendo. 

Formigamento e dormência no rosto ou nos membros, assim como dificuldades na fala, também pode ocorrer.

3 - Dor de cabeça

A terceira fase é a mais incômoda, caracterizada pela dor latejante em um lado da cabeça. Durante o pico, outros sintomas podem surgir, como náuseas, vômitos, incômodos com a luz, sons e cheiros. O incômodo pode durar até 72 horas e pode ocorrer várias vezes por mês, ou acontecer apenas eventualmente.

4 - Resolução

Depois que a dor de cabeça intensa passa, alguns sintomas da primeira fase podem tornar a aparecer, como sonolência, dificuldade de concentração ou até mesmo uma dor de cabeça leve e residual. A última fase pode durar até 48 horas.

diagnóstico e tratamento da enxaqueca

A enxaqueca é frequentemente não diagnosticada e, portanto, não tratada. Muitas pessoas podem confundi-la com uma simples dor de cabeça. Portanto, se você apresenta sintomas da enxaqueca regularmente, procure o médico. O diagnóstico é clínico, ou seja, baseado nos sintomas e no histórico familiar. 

O tratamento varia de acordo com os sintomas e frequência das crises, pois o objetivo é tentar aliviá-las. O médico pode receitar analgésicos específicos para a dor, além de sugerir mudanças no estilo de vida para evitar os gatilhos que podem provocar novos episódios, como: 

  • Estresse 

  • Insônia 

  • Cansaço extremo 

  • Jejum prolongado 

  • Alterações hormonais  

  • TPM (tensão pré-menstrual) 

  • Consumo de certos alimentos e bebidas, como muito açúcar, cafeína e álcool; 

  • Fumar; 

  • Odores específicos, como o de certos perfumes. 

 

Referências: 

Mayo Clinic. Migraine 

National Health Service. Migraine.  

CUF. Enxaqueca

Sociedade Brasileira de Cefaleia. Enxaqueca com aura

LEIA MAIS