Fitoterápicos, os medicamentos feitos à base de ingredientes naturais

por Equipe Danone Nutricia 05 de fevereiro de 2021 5 minutes

Os medicamentos fitoterápicos disponíveis no mercado são aprovados pela Anvisa e devem ser utilizados sob recomendação médica

Os fitoterápicos, medicamentos feitos à base de plantas, são considerados seguros pelo Ministério da Saúde e funcionam como uma alternativa para quem prefere tratamentos mais naturais.

Em 2006, o Ministério elaborou a Política Nacional de Plantas Medicinais e Fitoterápicos, com o objetivo de garantir o acesso seguro desses medicamentos à população. O próprio Sistema Único de Saúde oferta alguns desses produtos.

Apesar da política de fitoterápicos pelo SUS ser relativamente recente, o uso de plantas medicinais é milenar, datando desde a pré-história. Na história moderna, o termo “fitoterápico” foi cunhado na França, pelo médico Henri Leclerc em 1913. Na época, ele publicou uma espécie de enciclopédia de fitoterápicos. 

fitoterápicos e plantas medicinais

Fitoterápicos são feitos exclusivamente de matéria-prima vegetal – ou seja, são 100% naturais. Porém, não são equivalentes a plantas medicinais. 

As plantas costumam ser utilizadas pela população na forma de chás, infusões ou sucos, como o chá de camomila, gengibre ou o chá verde. Elas têm o potencial de aliviar sintomas ou até curar certas patologias, mas são usadas de forma pura e amadora.

Quando a planta medicinal passa por um processo industrial e é transformada em medicamento, surge um fitoterápico. Portanto, as plantas, assim como outros ingredientes naturais, são a base da fitoterapia. As etapas de industrialização prezam pela quantidade correta de cada substância e evitam que haja qualquer tipo de contaminação, tornando-os mais seguros para consumo.

Os fitoterápicos, assim como qualquer outro medicamento, são aprovados pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) antes de serem disponibilizados para venda. Portanto, é fundamental comprar apenas os produtos aprovados pela Agência.

como usar fitoterápicos

Além de procurar pelo selo de aprovação da Anvisa ou órgão responsável, os fitoterápicos só devem ser consumidos sob recomendação médica. Muitas pessoas acreditam que por serem naturais esses produtos não provocam danos à saúde. Mas como qualquer outro medicamento, os fitoterápicos podem ser prejudiciais à saúde ou não provocar o efeito desejado quando não são usados corretamente. Portanto, evite a automedicação. 

Além disso, conserve fitoterápicos no local indicado segundo a bula, fique de olho na data de validade e consuma de acordo com a orientação médica. Entre em contato com o profissional de saúde no caso de qualquer reação indesejada.

fitoterapia e homeopatia: quais são as diferenças

Assim como a fitoterapia, a homeopatia baseia-se em ingredientes naturais para cuidar da saúde do corpo. No entanto, as duas práticas têm diferenças importantes.

A homeopatia tem uma abordagem bastante específica, acreditando que o corpo funciona de forma integrada e, por isso, está em sintonia. Assim, o tratamento de diferentes dores ou sintomas deve ser feito em conjunto. Então uma pessoa que tem dor de estômago e dor de cabeça, por exemplo, recebia um tratamento para os dois sintomas, que podem, ainda, ser associados com queixas emocionais, como a ansiedade.

A fitoterapia, por sua vez, trata problemas específicos do corpo, assim como a medicina tradicional. A diferença é que os medicamentos utilizados são naturais, em vez dos alopáticos, ou seja, cuja formulação não depende apenas de ingredientes encontrados na natureza. 

O uso de medicamentos naturais é uma escolha pessoal e que deve ser orientada pelo médico. Procure aconselhamento profissional antes de iniciar o tratamento.

 

 

Referências:

 

Ministério da Saúde. A Fitoterapia no SUS e o Programa de Pesquisas de Plantas Medicinais da Central de Medicamentos. Disponível em:

https://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/fitoterapia_no_sus.pdf

 

Ministério da Saúde. Programa de Fitoterápico e Plantas Medicinais. Disponível em:

https://www.gov.br/saude/pt-br/acesso-a-informacao/acoes-e-programas/programa-de-fitoterapico-e-plantas-medicinais

 

Revista Verde de Agroecologia e Desenvolvimento Sustentável. Utilização de medicamentos fitoterápicos e plantas medicinais em diferentes segmentos da sociedade. Disponível em:

https://editoraverde.org/gvaa.com.br/revista/index.php/RVADS/article/view/3564/0

 

Brasil Escola. O que são fitoterápicos? Disponível em:

https://brasilescola.uol.com.br/saude/o-que-sao-fitoterapicos.htm

 

Leia mas