Praticar exercícios hoje para viver melhor amanhã

Praticar exercícios hoje para viver melhor amanhã

por Equipe Danone Nutricia 22 de novembro de 2021 5 minutes

Praticar exercícios ao longo de toda a vida é importante para um envelhecimento funcional, saudável e pleno

Nunca é tarde para começar a se exercitar — mas quanto antes, melhor. A prática de exercícios físicos é uma das receitas para envelhecer graciosamente, ou seja, com saúde, disposição e bem-estar.

Envelhecer com graça não se trata de parecer jovem pelo resto da vida, mas sim ser jovem de espírito, além de estar disposto e em forma para viver a vida plenamente até o último suspiro, com independência e autonomia. Mas para envelhecer bem, é preciso tomar cuidados mais cedo, ainda durante a juventude e a vida adulta. 

Exercícios e envelhecimento

Um estudo publicado em 2018 pela Universidade de Birmingham, na Inglaterra, concluiu que praticar exercícios regularmente ao longo de toda a vida desacelera o envelhecimento. Os pesquisadores analisaram um grupo de pessoas idosas que sempre tiveram um alto nível de atividade física, em comparação a adultos mais jovens e sedentários.

Os resultados mostram que aqueles que fizeram exercício regularmente desafiaram o processo de envelhecimento, apresentando melhor imunidade, massa muscular e níveis de colesterol similares aos de pessoas mais jovens.

Segundo publicação da Escola de Medicina da Universidade de Harvard, algumas mudanças provocadas pelo envelhecimento começam já na terceira década de vida. Após os 25-30 anos de idade, a frequência cardíaca máxima diminui, em média, cerca de 5% a 10% por década. Em termos diários, esta capacidade aeróbica diminuída pode produzir fadiga e falta de ar com atividades diárias modestas.

Além disso, é comum começar a perder músculos e a ganhar gordura, o que também pode provocar o aumento do colesterol LDL, considerado prejudicial, e queda do HDL, considerado bom. Após os 30 anos, pode ocorrer uma redução da massa muscular de aproximadamente 3-8% por década de vida – uma redução que fica ainda mais acentuada e evidente com o avançar da idade. Por fim, os níveis de açúcar no sangue também podem aumentar já por volta dessa idade se não houver prevenção.

 

Uma vida ativa para envelhecer melhor

Ninguém pode parar o relógio, mas é possível atrasar alguns cliques. De acordo com a Universidade de Harvard, pesquisas mostram que muitas mudanças atribuídas ao envelhecimento são, na verdade, causadas pela própria falta de uso do corpo.

Portanto, se você passa o dia sentado em uma cadeira, praticamente sem se movimentar, seu corpo provavelmente está enferrujando mais rápido. Manter uma vida ativa e praticar exercícios mantém o coração saudável, os níveis de massa magra em alta, o peso sob controle, e a saúde mental em dia.

No final de 2020, a Organização Mundial da Saúde (OMS) lançou novas diretrizes para a prática de atividades físicas. Agora, a recomendação dobrou: antes, aconselhava 150 minutos de atividades leves e moderadas por semana, e 75 minutos no caso das intensas. Agora, são 300 e 150 minutos de exercícios semanais, respectivamente.

A atividade física regular é fundamental para prevenir e controlar inúmeras doenças, como diabetes tipo 2, diversos tipos de câncer e problemas do coração. Além disso, tem potencial de reduzir o declínio cognitivo em idosos e melhorar a memória.

Qualquer atividade que ajude a manter o corpo ativo é bem-vinda, como caminhar ou pedalar até o trabalho, dançar, cuidar do jardim ou limpar a casa. Quanto mais ativa for a sua rotina, melhor! Não deixe para amanhã: hoje você já pode fazer pequenos ajustes para aumentar seus níveis de atividade.

E é claro, não deixe de praticar exercícios físicos. Pode ser musculação, atividades aeróbicas, natação, dança… o importante é se exercitar!

 

Referências:

Harvard Health Publishing - Harvard Medical School. Exercise and aging: Can you walk away from Father Time. Disponível em: https://www.health.harvard.edu/staying-healthy/exercise-and-aging-can-you-walk-away-from-father-time

University of Birmingham. "A lifetime of regular exercise slows down aging, study finds." ScienceDaily. 8 Mar 2018. Disponível em: www.sciencedaily.com/releases/2018/03/180308143123.htm.

Organização Mundial da Saúde. OMS lança novas diretrizes sobre atividade física e comportamento sedentário. Disponível em: https://www.paho.org/pt/noticias/26-11-2020-oms-lanca-novas-diretrizes-sobre-atividade-fisica-e-comportamento-sedentario

World Health Organization. WHO Guidelines on Physical Activity and Sedentary Behaviour. Disponível em: https://apps.who.int/iris/bitstream/handle/10665/336656/9789240015128-eng.pdf

LEIA MAIS