Como ocorre a desnutrição silenciosa no idoso

Como ocorre a desnutrição silenciosa no idoso

por Equipe Danone Baby 24 de fevereiro de 2020 5 minutes

Problemas físicos e emocionais naturais do envelhecimento podem provocar a desnutrição 

A desnutrição pode ocorrer em qualquer fase da vida, mas em idosos as chances são maiores. Problemas físicos e psicológicos, assim como mudanças no estilo de vida, podem prejudicar a alimentação adequada, provocando até mesmo a anorexia em casos extremos.

Muitas das doenças sofridas por idosos estão relacionadas a fatores alimentares. Uma dieta repleta em gorduras, por exemplo, pode acarretar no câncer de cólon, pâncreas e próstata. Aumento da pressão arterial, lipídios no sangue e intolerância à glicose são condições relacionadas à má alimentação que desempenham papéis importantes no desenvolvimento de doenças cardíacas coronárias.

Doenças degenerativas, como diabetes, osteoporose e doenças cardiovasculares, estão entre as mais comuns que afetam idosos – e também estão relacionadas à alimentação. 

as causas da desnutrição no idoso

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), o papel dos micronutrientes – como vitaminas e minerais – na promoção da saúde e na prevenção de doenças entre idosos vem ganhando cada vez mais importância. Mas a baixa ingestão não é o único fator responsável pela desnutrição. 

 

Ao envelhecer, o organismo sofre alterações que podem afetar a ingestão e digestão adequada dos alimentos, assim como também há uma queda nos níveis de absorção de alguns nutrientes. A deglutição começa a se tornar lenta após os 45 anos de idade e, por volta dos 70, é ainda mais lenta quando comparada a indivíduos jovens.

Veja abaixo alguns fatores responsáveis pela desnutrição silenciosa com o passar dos anos:

  • Diminuição do número de papilas gustativas e da sua eficácia, bem como a diminuição da secreção da saliva. Dessa forma, observa-se frequentemente a perda de apetite, porque os receptores gustativos e olfativos têm sua função diminuída.

  • Diminuição da contração e relaxamento do trato digestivo, povocando uma lentidão do esvaziamento gástrico e, consequentemente, o aumento da saciedade, o que pode comprometer a ingestão de nutrientes e levar à desnutrição;Alterações na percepção sensorial e diminuição da sensibilidade à sede podem interferir diretamente no consumo alimentar, podendo provocar até mesmo um quadro de anorexia, que é a principal causa de desnutrição no idoso.

  • Depressão: os sintomas depressivos estão relacionados a componentes emocionais e biológicos, como aflição, apatia, baixa autoestima, perda da libido, distúrbio do sono, perda do apetite, entre outros. A saúde mental é indispensável para o bem-estar geral do indivíduo e, portanto, o diagnóstico de depressão e a correta terapia se tornam de extrema importância para os idosos. O estado emocional depressivo pode levar à redução da ingestão alimentar de forma extrema, contribuindo para o surgimento da desnutrição.

  • Saúde bucal: a perda dos dentes e outros problemas na cavidade oral podem causar dor e dificuldade para mastigar e deglutir, estando também associados à desnutrição.

Tem mais dúvidas sobre a nutrição do idoso? Acompanhe os nossos conteúdos. 

Referências:

1 - Mota, Sâmia Macedo Queiroz, et al. "Imunossenescência: alterações imunológicas no idoso." Rev Bras Med 67.6 (2009): 183-188.

2 - Michelon L, Cordeiro Q, Vallada H. Depression. Rev Bras Med 2008 65:15-25.

3 - Zorrilla EP, Luborksy L, McKay JR et al. The relationship of depression and stressors to immunological assays: ameta-analytic review. Brain Behav Immun 2001 15(3):199-226

4 - Campos MTFS, Josefina Bressan Resende Monteiro JBR, Ornelas APRC. Factors that affect the aged people food intake and nutrition. Rev Nutr 2000 13(3):157-65.

5 - Viana, AC; Fumagalli F. Desnutrição do idoso e saúde público no Brasil.

 

LEIA MAIS