Dormir bem impacta a memória: veja como isso acontece

Dormir bem impacta a memória: veja como isso acontece

por Equipe Danone Baby 20 de fevereiro de 2020 5 minutes

dormir bem impacta a memória, a saúde cardiovascular e até o humor

Depois de uma boa noite de sono nos sentimos bem dispostos, mais alertas e até mais criativos. Também pensamos com mais clareza e temos mais facilidade para resolver os problemas do dia a dia. Por outro lado, quando dormimos pouco, somos menos produtivos e ficamos menos atentos. 

Mas a duração do sono não necessariamente está ligada ao número de horas dormidas. Dormir de forma exagerada pode, inclusive, ser prejudicial e não garante que você acorde revigorado. Então qual é a real importância do sono para a mente?

O sono e a formação de memórias

O sono é uma parte importante da rotina, tão essencial quanto comida e água. Sem dormir, você não pode formar ou manter os caminhos no cérebro que permitem aprender e criar novas memórias. 

Dormir é importante para várias funções cerebrais, incluindo a comunicação dos neurônios. Tanto o cérebro quanto o corpo permanecem ativos durante o sono, quando informações são processadas e retidas por um longo prazo. Durante esse período, ocorrem modificações no cérebro que solidificam as memórias, fortalecendo as conexões entre as células cerebrais e transferindo informações de uma região para a outra.

De modo geral, as memórias são formadas e recuperadas em três etapas:

  • Codificação: Percepção do estímulo para a formação de um novo traço de memória.

  • Consolidação: O traço da memória é gradualmente estabilizado. O sono é fundamental para esta etapa, pois é um estado de processamento em que as informações externas estão extremamente reduzidas. Por isso, representa uma janela de tempo ideal para consolidar memórias.

  • Recuperação: A memória armazenada é acessada e recuperada.

outras funções do sono

 

Segundo o National Institute of Neurological Disorders and Stroke, nos Estados Unidos, descobertas recentes sugerem que dormir tem um papel de “limpeza”, removendo toxinas que o cérebro produz enquanto estamos acordados.  

As funções biológicas do sono ainda são um mistério, mas sabe-se que dormir afeta praticamente todos os tecidos e sistemas do corpo, como o cérebro, coração e os pulmões, além do metabolismo, função imune e humor. 

Pesquisas mostram que a falta crônica de sono, ou o sono de pouca qualidade, aumenta o risco de desordens como pressão alta, doenças cardiovasculares, diabetes, depressão e obesidade. 

mas o que é um sono de qualidade

O sono de qualidade depende de três pilares principais: 

1 - O tempo gasto para começar a dormir; 

2 - A quantidade de vezes em que você acorda durante a madrugada; 

3 - Quanto tempo você de fato dorme enquanto está na cama. 

Cada pessoa tem suas particularidades no que diz respeito ao tempo para começar a dormir e sobre acordar durante a noite. O despertar durante a noite é normal, desde que não seja por tempo prolongado. É importante ter autoconhecimento para perceber se as suas noites de sono estão sendo suficientes para o seu descanso.  

Porém, atrasos recorrentes para começar a dormir e o despertar noturno prolongado são as principais características da insônia. Neste caso, é recomendável procurar um médico. Em todo caso, não deixe de prestar atenção no seu sono, pois dormir bem não é um privilégio, mas sim uma necessidade. 

 

Referências

1 - National Sleep Foundation. Improve your memory with a good night's sleep. 2017. 

2 - Harvard Health Publications. Too little sleep, and too much, affect memory. 2014. 

3 - RASCH, Björn; BORN, Jan. About sleep's role in memory. Physiological reviews, 2013, 93.2: 681-766. 

4 - KRYSTAL, Andrew D.; EDINGER, Jack D. Measuring sleep quality. Sleep medicine, 2008, 9: S10-S17. 

5 - National Institute of Neurological Disorders and Stroke. Brain Basics: Understanding Sleep.