Dormir mal prejudica resultado de treinamento físico

por Equipe Danone Baby 20 de fevereiro de 2020 5 minutes

boas noites de sono podem influenciar a saúde física e mental de forma global

Dormir é um dos grandes prazeres da vida e também uma necessidade do organismo. O sono possui várias funções, além de recuperar o corpo do desgaste após horas acordado. 

Pesquisa recente da Universidade Harvard constatou que cerca de 75% da população tem dificuldades para dormir, e que é comum dormir menos de seis horas por noite, embora o recomendado sejam oito horas de descanso. Sofrer com a insônia por um curto período de tempo não é motivo para grandes preocupações, mas a perda crônica do sono pode contribuir para diversos problemas de saúde, como pressão alta, ganho de peso e diminuição da eficiência do sistema imunológico.

sono e atividade física

O sono contribui para a manutenção do equilíbrio geral do organismo, além da consolidação da memória e regulação da temperatura corporal. Assim, pessoas que buscam maior rendimento nas atividades físicas precisam se atentar a qualidade do sono. 

 

A privação do sono está relacionada com uma reação mais lenta, força reduzida, prejuízo da memória e diminuição da vigilância. O exercício físico pode melhorar o humor, porém, quando o indivíduo está com privação do sono, este efeito parece ser anulado. 

Por fim, noites mal dormidas não estão relacionadas somente a um pior rendimento durante a atividade física. Elas também podem impedir a recuperação muscular e conduzir a uma redução da defesa da resposta imunológica. 

 

as outras funções do sono

Além de ser um importante aliado da disposição, tanto para as tarefas do dia a dia quanto para se exercitar, o sono tem outras funções. A atenção, o bom humor e a concentração estão relacionadas com o fato de dormir bem.  

 

A Universidade de Harvard lista outras funções do sono: 

  • Metabolismo e sono: a privação crônica de sono pode causar ganho de peso, pois afeta a forma como nossos corpos processam e armazenam carboidratos. Isso também altera os níveis de hormônios que afetam nosso apetite. 

  • Segurança: quando não dormimos bem, temos mais chances de adormecer durante o dia. Esses lapsos podem causar acidentes de trânsito e outros erros em atividades do dia a dia.  

  • Humor: a perda de sono pode resultar em irritabilidade, impaciência, incapacidade de concentração e mau humor. Dormir pouco também pode deixá-lo cansado demais para ter bom rendimento durante o dia. 

  • Condições de saúde: A privação do sono altera a função imunológica, incluindo a atividade das células responsáveis por proteger o corpo. Outro artigo, publicado na revista Medical News Today, diz que dormir bem pode, ainda, contribuir para a regulação da pressão arterial, ajudar a prevenir doenças cardíacas e depressão;  e até a prevenir inflamações no corpo.  

Não subestime a importância de dormir bem. Em caso de distúrbios do sono, procure o médico. 

Referências:

1- Instituto do sono http://www.sono.org.br/sono/sono.php 

2- Włodarczyk, Dariusz, Piotr Jaśkowski, and Agnieszka Nowik. "Influence of sleep deprivation and auditory intensity on reaction time and response force." Perceptual and motor skills 94.3 suppl (2002): 1101-1112. 

3- Graw, Peter, et al. "Circadian and wake-dependent modulation of fastest and slowest reaction times during the psychomotor vigilance task." Physiology & behavior 80.5 (2004): 695-701. 

4 -Scott, Jonathon PR, Lars R. McNaughton, and Remco CJ Polman. "Effects of sleep deprivation and exercise on cognitive, motor performance and mood." Physiology & behavior 87.2 (2006): 396-408. 

5 -Fullagar, Hugh HK, et al. "Sleep and athletic performance: the effects of sleep loss on exercise performance, and physiological and cognitive responses to exercise." Sports Medicine 45.2 (2015): 161-186. 

6 - Harvard Health Publishing. Importance of Sleep : Six reasons not to scrimp on sleep.

7. Medical News Today. Why sleep is essential for health. 

LEIA MAIS