Falta de vitaminas e minerais pode ser causa de cansaço extremo

por Equipe Danone Baby 02 de fevereiro de 2020 5 minutes

Micronutrientes são fundamentais para funções como metabolização dos alimentos e produção de energia

Sentir cansaço e fadiga é praticamente parte do estilo de vida moderno, quando precisamos dar conta de tantas tarefas e obrigações todos os dias. Mas o cansaço também pode ser sinal de deficiência de vitaminas e minerais, principalmente quando a canseira se torna um incômodo ou empecilho.

As vitaminas e os minerais têm funções específicas na metabolização dos alimentos que ingerimos. Quando o processo ocorre de forma correta, nosso corpo consegue extrair da dieta todos os nutrientes contidos nela. Isso permite a obtenção da energia necessária para respirar, andar, comer, trabalhar, estudar, praticar esportes e realizar todas as atividades que desejamos. 

Diferente das proteínas e carboidratos, as vitaminas e minerais são considerados micronutrientes, o que significa que o corpo precisa deles em pequenas quantidades. No entanto, isso não significa que eles sejam dispensáveis. Pelo contrário: são fundamentais para funções básicas do nosso organismo, como a metabolização dos alimentos e a produção de energia. Por isso, preste atenção à dieta para garantir sua saúde e bem-estar.

A deficiência de vitaminas e minerais

A deficiência de ferro, por exemplo, pode causar a anemia, que ocorre quando não há glóbulos vermelhos suficientes para suprir a necessidade de oxigênio do corpo, ou quando essas células não carregam uma proteína importante chamada hemoglobina. A fadiga é, em geral, o primeiro sinal de anemia. Carne vermelha, ovos, arroz e feijão são alguns dos alimentos ricos em ferro. 

A deficiência de vitamina B12 também pode estar relacionada à anemia, pois ela é necessária para produzir glóbulos vermelhos saudáveis. Carnes e laticínios são as principais fontes. No entanto, fica mais difícil para o corpo absorvê-la à medida que envelhece. Algumas doenças, como a doença inflamatória intestinal, também podem prejudicar a absorção. 

A vitamina B12, assim como a B2, B6 e o ácido fólico, também desempenham funções na manutenção de vias metabólicas dentro das células. A falta de tais nutrientes impede o início do processo de produção de energia. Já a B1 converte carboidrato em energia e também deve ser consumida em quantidades adequadas. 

Carnes, leite, ovos, cereais, legumes e verduras como o brócolis são as principais fontes de vitamina B2. Já em relação à vitamina B1, presunto, leite de soja, melancia e abóbora são as principais fontes. Por fim, para obter a vitamina B6, você poderá consumir carne, peixe, frango, legumes, tofu, produtos à base de soja e banana. 

A vitamina D, quando não adquirida pelo corpo em quantidades adequadas, pode minar a força dos ossos e músculos. Esta vitamina é única, pois seu corpo pode produzi-la quando a pele é exposta à luz solar. Não existem muitos alimentos fontes do nutriente – como atum, salmão e produtos fortificados, como leite e suco de laranja – e, por isso, o médico pode indicar um suplemento. 

Magnésio, zinco e cromo aumentam o desempenho da produção e gasto de energia. O magnésio, por exemplo, ajuda o seu corpo a converter a glicose (açúcar que está no sangue) em energia. Diversos órgãos e músculos do corpo precisam de magnésio, especialmente o coração e os rins. Já a falta de zinco pode prejudicar o sistema imunológico, a cicatrização de ferimentos, os níveis de glicose no sangue e até mesmo causar dificuldade para sentir gostos salgados. 

O manganês promove a produção de energia e ajuda o corpo a metabolizar proteínas, carboidratos e gordura. Por fim, o iodo auxilia na metabolização de gorduras e promove a produção de energia.

Com tantos benefícios, fica fácil entender porque a falta de tais nutrientes também pode ser responsável pelo cansaço extremo.

Como consumir vitaminas e minerais suficientes 

A melhor forma de consumir vitaminas e minerais em quantidades suficientes é adotar uma dieta saudável e bastante variada. Consuma frutas, vegetais, grãos, feijão, legumes, proteínas e laticínios. 

A boa notícia é que a maioria dos alimentos que consumimos no dia a dia contêm múltiplas fontes de minerais e vitaminas, como carne, frango, ovos, peixe, leite de soja, cereais, vegetais verdes e outras frutas e legumes. 

Quer saber mais sobre alimentação e saúde? Acompanhe nossos conteúdos.

Referências

Huskisson, E., S. Maggini, and M. Ruf. "The role of vitamins and minerals in energy metabolism and well-being." Journal of international medical research 35.3 (2007): 277-289.

Lukaski, Henry C. "Magnesium, zinc, and chromium nutriture and physical activity." The American journal of clinical nutrition 72.2 (2000): 585s-593s.

Harvard Health Publishing. Could a vitamin or mineral deficiency be behind your fatigue?

Harvard Health Publishing. The best foods for vitamins and minerals.

LEIA MAIS