O que representam as cores dos alimentos

por Equipe Danone Baby 21 de fevereiro de 2020 5 minutes

Alimentos amarelos e alaranjados contêm vitamina A, enquanto os roxos e marrons podem ser importantes para a manutenção da função cerebral

Montar um prato colorido para uma alimentação saudável pode ser um clichê, mas as cores dos alimentos dizem muito sobre as suas características nutricionais.

Algumas substâncias bioativas (moléculas orgânicas que apresentam efeitos na fisiologia e metabolismo do corpo) também dão cor aos alimentos. Assim, ao variar as cores, você também garante um maior aporte de nutrientes. 

Veja abaixo o que as cores dos alimentos representam:

Amarelos e alaranjados

Alimentos como cenoura, abóbora, pimentão amarelo, manga e laranja contêm uma substância chamada β-caroteno. Quando consumida, é transformada em vitamina A pelo nosso organismo. Zeaxantina, flavonoides e licopeno também fazem parte da composição desses alimentos. Esses nutrientes têm papel no sistema imunológico, ajudam a regular o crescimento e a divisão celular e têm papel importante na visão.

Vermelhos

Em alimentos vermelhos como tomate, melancia, pimentão vermelho, beterraba, cereja e romã é encontrado outro tipo de carotenóide, o licopeno, além de quercetina, ácido elágico e hesperidina também os compõem. Essas quatro substâncias têm características antioxidantes e estão relacionadas à saúde de tecidos, como de mama e próstata.

Verdes

Brócolis, ervilha, espinafre, couve, abacate, kiwi e outros alimentos verdes também contêm β-caroteno, luteína e zeaxantina, além de potássio, folato, vitamina A, E e C. Esses nutrientes estão associados à saúde dos olhos e redução do risco de degeneração macular.

Roxos e marrons

Mirtilo, figo, ameixa, uva roxa e cacau são alimentos fonte de flavonoides, como antocianinas e quercetina, bem como de carotenóides, como luteína e zeaxantina. Os polifenóis também estão presentes, como o ácido elágico e o resveratrol. Esses compostos contribuem para a manutenção da função cerebral adequada e do fluxo sanguíneo, além de serem antioxidantes.

Brancos

Frutas e legumes brancos – como couve-flor, cogumelo, cebola, nabo e pêssego – contêm fitoquímicos. O cogumelo também possui β-glicanos. Essas substâncias são responsáveis principalmente por modular o sistema imunológico, responsável pela defesa do organismo.

você sabia?

Se você está tentando melhorar a qualidade da sua alimentação, lembre-se de variar as cores dos alimentos que você consome. Isso pode ser um passo importante para aumentar a ingestão de nutrientes saudáveis.  

Portanto, consulte seu médico ou nutricionista e, ao consumir cada um dos alimentos mencionados acima, lembre-se de que eles não estão apenas repletos de cor e sabor, mas também de nutrientes que podem melhorar sua saúde, sua aparência e até sua qualidade de vida a longo prazo.  

Aproveite os benefícios que os alimentos coloridos oferecem e transforme seu prato em um arco-íris! 

Referências

[1] International Food Information Council Foundation. Eat a Rainbow: Functional Foods and Their Colorful Components (2015). 

[2] Enns, Susan Elizabeth. "Why Eat the Rainbow?–Inviting Students to Voluntarily Eat More Vegetables and Fruit." Issues and Directions for Home Economics/Family Studies/Human Ecology Education February 24-26, 2017 London, Ontario (2017): 112. 

[3] Nasir, Muhammad Umar, Sarfraz Hussain, and Saqib Jabbar. "Tomato processing, lycopene and health benefits: A review." Sci Lett 3.1 (2015): 1-5. 

 

LEIA MAIS