Importância da proteína na dieta

por Equipe Danone Baby 03 de fevereiro de 2020 5 minutes

O consumo diário de proteína é fundamental, mas as quantidades variam de acordo com a idade e necessidades nutricionais de cada pessoa

A proteína é popular entre atletas, bodybuilders e indivíduos preocupados com a saúde dos músculos e ganho de massa magra. Mas a dieta rica na substância não é importante apenas em um estilo de vida fitness. Isso porque o nutriente é considerado nobre, participando de diversas funções vitais.

A proteína participa da formação das células de defesa, das reações enzimáticas, da transmissão de impulsos nervosos, da diferenciação celular e do crescimento e reparo dos tecidos. Abaixo, detalhamos todas as funções do nutriente no corpo humano:

Proteína, um nutriente poderoso

A proteína é um componente importante de todas as células do corpo. Cabelos e unhas, por exemplo, são feitos principalmente delas. O seu corpo também as utiliza para construir e reparar tecidos, produzir enzimas, hormônios e outras substâncias químicas. Ela ainda é um componente de ossos, músculos, cartilagens, pele e sangue. 

Junto com a gordura e os carboidratos, a proteína é um macronutriente, o que significa que o corpo precisa de quantidades relativamente grandes dela para se manter funcionando. As vitaminas e minerais, por outro lado, são chamados de “micronutrientes”.

Por outro lado, diferente das gorduras e carboidratos, o corpo não armazena proteínas. Por isso, o organismo não tem um reservatório para recorrer quando precisa de um novo suprimento. Assim, a obtenção pela dieta em quantidades recomendadas é fundamental.

 

o consumo de proteína de acordo com a idade

A quantidade de proteína que necessitamos varia ao longo da vida. Estudos recentes mostram que os idosos precisam de uma quantidade maior do que os adultos e jovens. Para um envelhecimento saudável, a proteína tem função especial na manutenção da saúde muscular e óssea, pois nessa faixa etária ocorre uma dificuldade na digestão, absorção e metabolização do nutriente. 

De acordo com um estudo de 2013 publicado pela Sociedade da União Européia de Medicina Geriátrica, o consumo de proteínas recomendado para idosos saudáveis acima de 65 anos vai de 1,0 a 1,2g de proteína por kg de peso por dia. Ou seja, uma pessoa de 70kg deve consumir diariamente de 70g a 84g de proteínas. Esse consumo é suficiente para manter e recuperar a massa muscular corpórea e o médico pode indicar suplementos, caso seja apropriado.

Para indivíduos que praticam atividade física, essa recomendação é ainda maior: o consumo diário deve ser de no mínimo 1,2g por kg. Na presença de alguma doença crônica, a ingestão deve variar de 1,2 a 1,5g por kg. 

O mesmo estudo destaca que a fonte de proteína (tipo de proteína a ser consumida), o volume indicado e a necessidade do uso de um suplemento hiperprotéico são variáveis que devem ser consideradas pelos profissionais de saúde ao orientar a construção da dieta.

Proteína para uma vida fitness

Além das inúmeras funções no organismo, a proteína tem, de fato, um papel importante na adoção de um estilo de vida saudável. O nutriente auxilia a:

  • Acelerar a recuperação após a prática de exercícios físicos ou lesões
  • Reduzir a perda muscular
  • Construir músculos magros
  • Ajudar a manter um peso saudável
  • Regular a fome

Isso não significa, no entanto, que você deve comer oito bifes por dia, pois o consumo de proteínas em excesso traz riscos para a saúde. É importante, sempre, seguir a recomendação de médicos e nutricionistas.

Referências:

Bauer J, et al. Evidence-Based Recommendations for optimal dietary protein intake in older people: a position paper from the PROT-AGE Study Group. JAMDA 14 (2013) 542-559.

Web Medical Team. The Benefits of Protein.

British Nutrition Foundation. Protein.

LEIA MAIS