O que é câncer de pulmão e quais as necessidades nutricionais do paciente

por Equipe Danone Baby 19 de fevereiro de 2020 5 minutes

O câncer de pulmão é uma doença recorrente e que pode causar sintomas como falta de ar, rouquidão e cansaço

Há cerca de cem anos, o câncer de pulmão era raridade. Mas por causa do tabagismo, tornou-se um dos mais frequentes do planeta. Estima-se que quase de 90% das pessoas que desenvolvem a doença são fumantes ativos ou passivos, ou seja, vivem com usuários de cigarro.

O câncer de pulmão, no entanto, também pode ser causado por outros fatores, como poluentes do ar, produtos radioativos e produtos químicos, como o amianto. Existem, ainda, os fatores genéticos. Quando pessoas na família já enfrentaram a doença, pode ser que a pessoa esteja mais propensa a desenvolvê-la também. Algumas alterações genéticas também podem ser resultado de eventos aleatórios – que às vezes acontecem dentro de uma célula, sem uma causa externa.

Saiba mais sobre a doença:

o que é câncer de pulmão?

Os pulmões são dois órgãos esponjosos que absorvem oxigênio durante a inspiração e liberam dióxido de carbono ao expirar. O câncer geralmente começa nas células que revestem os brônquios (responsáveis por conectar os pulmões às traqueias) e em partes do órgão em si, como os bronquíolos e os alvéolos. 

O câncer de pulmão é causado por uma multiplicação rápida e anormal das células. Podem existir diferentes tipos da doença, de acordo com as células envolvidas. Os tipos determinam os sintomas e tratamento adequado.

quais são os principais sintomas?

As queixas são geralmente similares às da bronquite crônica, como tosse, rouquidão, dores no peito, pneumonia e catarro com ou sem sangue. Perda de peso e de apetite, cansaço e fraqueza também podem estar relacionados à doença.

No caso de fumantes, é comum que exista bronquite crônica por muitos anos, precedendo o câncer. Isso pode retardar e confundir o diagnóstico, feito geralmente por meio de exames de imagem, como a tomografia e a radiografia do tórax. Quando há suspeita de câncer, o médico também pode solicitar uma biópsia do tumor. Uma pequena parte dele é coletada e analisada em laboratório. Se for maligno, significa que o câncer está presente.

Tratamento do câncer de pulmão

O tratamento do câncer de pulmão pode ser cirúrgico e também envolver quimioterapia, radioterapia ou diversos tratamentos combinados, dependendo do tipo e fase de evolução. O procedimento cirúrgico pode, em alguns casos, envolver a retirada parcial ou total de um dos pulmões.

O papel da nutrição durante o tratamento

A desnutrição pode ser uma das consequências do câncer de pulmão. Se o paciente sofria de bronquite crônica anteriormente ao surgimento da grave doença, seu organismo já está debilitado. O quadro tende a piorar quando o tumor maligno surge no órgão.

A falta de ar, comum entre os pacientes de câncer de pulmão, pode dificultar as refeições. A pessoa se cansa facilmente, o que pode interromper a frequência da alimentação. Por isso, o suporte nutricional é fundamental e pode envolver dieta balanceada, suplementos orais, dieta por sonda e nutrição parenteral (administrada pela veia).

Durante todo o tratamento, a dieta do paciente deve ser indicada por um profissional de saúde. De forma geral,  indica-se dar preferência a alimentos e suplementos orais ricos em proteínas e de alta densidade calórica, como ovos, iogurte, queijo, requeijão cremoso, sorvete, patês de fígado, carne, atum, leite condensado ao natural ou em pudim. Desta forma, com pequenos volumes, as necessidades calóricas e protéicas do organismo serão atingidas.

O câncer de pulmão tem cura?

Assim como todo tipo de câncer, a resposta é: depende. As chances são maiores quando a doença é detectada no início e não há metástase (quando o câncer ainda não se espalhou para outros locais do corpo). Portanto, para que as chances de cura sejam maiores, é preciso ficar atento aos sintomas e, se houver suspeita, ir ao médico.

LEIA MAIS