Idoso sendo cuidado

Casas de repouso para idosos: quando são uma boa opção?

por Equipe Danone Nutricia 23 de novembro de 2021 5 minutos

As casas de repouso podem trazer mais qualidade de vida, segurança e vida social ao idoso, mas devem ser escolhidas com cuidado

Quando os cuidados com o idoso aumentam a ponto de exigir atenção especializada 24 horas por dia, pode ser hora de considerar uma casa de repouso. Apesar do estigma negativo muitas vezes associado, essas instituições podem ser eficientes para garantir a saúde e bem-estar dos mais velhos.

Também chamadas de asilos, as casas de repouso geralmente oferecem assistência para as atividades básicas do dia a dia, assim como cuidados de saúde, contando com equipes de cuidadores e profissionais de saúde. Além disso, promovem atividades de socialização e de estímulos físico e mental, como jogos e caminhadas em grupo.

 

Quando procurar uma casa de repouso?

Não existe uma idade certa para procurar uma casa de repouso, mas algumas situações podem contribuir para que o idoso tome a decisão junto da família. A principal delas é a dificuldade de realizar tarefas diárias, como tomar banho, cozinhar e se deslocar. As instituições fornecem apoio e supervisão, dependendo das necessidades da pessoa.

Dificuldades para ouvir e ver, incontinência urinária e doenças cognitivas, como o Alzheimer, são condições que também podem levar a uma casa de repouso. Mas também existem os casos em que o idoso decide viver em asilo para ter companhia e vida social ativa.

Diversos fatores devem ser levados em consideração na hora de escolher a internação em uma casa de repouso. A primeira delas é a capacidade do idoso viver sozinho e quais as alternativas, como morar com a família ou contratar um cuidador 24 horas.

As condições financeiras também são um fator a ser levado em conta, já que casas de repouso privadas e confortáveis podem custar caro. 

Outro fator fundamental é a vontade do próprio idoso. No final das contas, ele precisa estar confortável com a decisão, porque o seu bem-estar e saúde mental devem vir sempre em primeiro lugar.

 

Como escolher uma boa casa de repouso?

É importante fazer uma lista de todas as necessidades do idoso e conferir se a casa de repouso em questão oferecerá o suporte adequado. Confira, por exemplo, se existem médicos, nutricionistas, psicólogos, enfermeiros e assistentes sociais à disposição, assim como parcerias com hospitais ou centros de saúde em caso de emergência.

Também verifique as instalações e detalhes como limpeza e conforto, assim como o cardápio oferecido. O acompanhamento nutricional do idoso é fundamental para a manutenção do peso e aporte de nutrientes adequado, pois condições como a desnutrição colocam em risco a saúde e dificultam a recuperação de doenças.

Por fim, verifique também as demais atividades oferecidas, como programas em grupo, jardinagem, aulas de dança, esportes e assim por diante. Não se esqueça de que o idoso também tem direito a uma vida plena, para além do atendimento às suas necessidades fisiológicas.

Quando o idoso escolhe ir para o asilo e está internado em uma boa instituição, sua qualidade de vida pode melhorar. Isso não significa, no entanto, que não precisa receber o apoio da família e dos amigos. Mesmo vivendo em uma casa de repouso, deve estar integrado à sua comunidade e fazer parte da família.

 

Referências:

National Health Service. Care homes. Disponível em: https://www.nhs.uk/conditions/social-care-and-support-guide/care-services-equipment-and-care-homes/care-homes/

AARP. When it’s time for a nursing home. Disponível em: https://www.aarp.org/caregiving/basics/info-2017/parents-nursing-home-choices-bjj.html

LEIA MAIS