Prevenção de quedas: como adaptar a casa para idosos

por Equipe Danone Nutricia 14 de dezembro de 2020

Quedas em casa podem provocar fraturas graves, que prejudicam a mobilidade, independência e saúde global do idoso

Ao longo do envelhecimento, o próprio ambiente doméstico pode apresentar riscos para acidentes. Segundo a Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia, a queda é o mais sério e frequente deles, trazendo possíveis prejuízos para a mobilidade e saúde do idoso.

As quedas em idosos costumam ocorrer pela perda de equilíbrio postural, o que é resultado tanto de problemas do sistema osteoarticular como do sistema neurológico neurológico. Condições clínicas que afetam os mecanismos de equilíbrio e estabilidade, como o mal de Parkinson, também podem causá-las. Além disso, a perda de força muscular e a redução da capacidade visual tornam os mais velhos suscetíveis a cair e se machucar.

A prevenção de quedas não deve ser subestimada, pois um simples escorregão na cozinha pode gerar uma fratura de fêmur, causa comum e importante de mortalidade e perda funcional entre idosos, de acordo com um estudo de revisão publicado por pesquisadores da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo. Além disso, segundo o National Institutes of Health, nos Estados Unidos, as quedas correspondem a 45% das lesões que requerem intervenção médica.

como prevenir quedas em casa

A porta de entrada

Degraus, danos e rachaduras na porta de entrada podem provocar quedas. Se houver degraus, certifique-se de que não estejam desnivelados. Também verifique a iluminação do lado de fora, para garantir que o idoso veja onde está pisando, mesmo durante a noite.  Dependendo das condições de mobilidade da pessoa, considere colocar barras de apoio nas laterais, para que possa se apoiar enquanto destranca a porta.

Iluminação

Instalar luzes noturnas para iluminar o caminho do quarto até o banheiro, por exemplo, pode prevenir quedas durante a noite. Se o idoso tiver problemas de visão, essas luzes não podem ser fracas. Instalar um sistema de iluminação que se ativa sozinho quando há movimento também é boa ideia, pois além de ser mais econômico, evita que o morador esqueça de acender as luzes antes de ir dormir.

Tapetes, solo e escadas

Tapetes são um perigo, pois podem causar escorregões ou tropeços, principalmente se o tapete enrugar. Remova-os quando possível ou substitua-os por tapetes de borracha nas áreas onde são necessários, como cozinha ou banheiro. Locais irregulares no solo devem ser niveladas. Além disso, fique atento a poças ou respingos de água que podem se formar após o banho ou lavar a louça. Seque-os imediatamente.

Se o idoso tem dificuldades para subir escadas, coloque rampas ou corrimões firmes para facilitar a subida. Prefira materiais antiderrapantes sempre.

Cozinha

A cozinha é um dos locais mais propício a quedas dentro de casa. Itens mantidos em prateleiras altas ou em armários de difícil acesso podem causar perda de equilíbrio. Assim, reorganize a cozinha para que os objetos fiquem em local de fácil acesso, sem a necessidade de usar um banquinho ou estender a mão para pegá-los.

Banheiro

Assim como a cozinha, o banheiro é um dos campeões de acidentes domésticos. O primeiro passo para torná-los mais seguro é instalar barras de apoio ao lado do vaso sanitário e dentro do box do chuveiro para facilitar a mobilidade. 

Dentro do box, também é possível instalar banquinhos, caso o idoso precise se sentar, ou tapetes antiderrapantes. Por fim, coloque uma porta do box de material resistente e que seja fácil de abrir.

Quarto

Dentro do quarto, o mais importante é garantir a segurança do idoso ao se levantar da cama pela manhã ou para ir até o banheiro. Grades nas laterais, facilmente instaláveis entre o colchão e a cama em si, podem ajudar a se deitar e levantar. 

Certifique-se de que a luz do cômodo fique perto da cama e mantenha o caminho até o banheiro desobstruído, sem móveis, tapetes ou outros itens que possam causar quedas. Garanta que o idoso tenha tudo o que precisa ao lado, como telefone e um copo de água.

O colchão não deve ser muito mole, dificultando a hora de levantar, e a cama não pode ser muito alta, impedindo a pessoa de apoiar os pés no chão quando se senta. Por fim, é melhor que o quarto fique no térreo, perto do banheiro e longe de escadas.

Além de tornar a casa mais segura, é importante tratar condições que prejudiquem a mobilidade, além de fortalecer a sua musculatura. A prática de exercícios e a alimentação adequada são essenciais nesse sentido.

 

 

Referências:

Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia. Proporcione um isolamento seguro ao idoso: contra o coronavírus, as quedas e a depressão.

Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia. Quedas em Idosos: Prevenção.

SAKAKI, Marcos Hideyo et al. Estudo da mortalidade na fratura do fêmur proximal em idosos. Acta ortop. bras. [online]. 2004, vol.12, n.4 pp.242-249. Disponível em:

https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-78522004000400008

DiGuiseppi C, Jacobs DE, Phelan KJ, Mickalide AD, Ormandy D. Housing interventions and control of injury-related structural deficiencies: a review of the evidence. J Public Health Manag Pract. 2010;16(5 Suppl):S34-S43. Disponível em: 

https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC2965780/

National Council on Aging. 18 Steps to Fall Proofing Your Home.

Filio. Casas adaptadas para idosos

LEIA MAIS