Hérnia de disco: sintomas e como tratar

por Equipe Danone Nutricia 5 de janeiro de 2021 5 minutes

A hérnia de disco é uma condição da coluna que pode provocar dor e dormência. Em 90% dos casos, o tratamento é feito com analgésicos, anti-inflamatórios, repouso e fisioterapia.

A hérnia de disco é uma condição da coluna, provocada por um desgaste dos discos que ficam entre as vértebras. Essas estruturas em forma de anel são constituídas por um tecido cartilaginoso e elástico que, quando se desgasta, pode comprimir as raízes nervosas locais, causando dor e outros sintomas.

A coluna suporta a parte da carga do corpo e os seus movimentos. O desgaste dos discos intervertebrais ocorre com o tempo e pelo seu uso repetitivo. Por consequência, um fragmento do núcleo desses discos pode “escapar” para fora do anel por meio de uma ruptura, formando a hérnia.

O problema é mais frequente nas regiões lombar e cervical, que estão mais expostas ao movimento e suportam mais carga. Segundo o Ministério da Saúde, algumas pessoas são geneticamente predispostas a apresentar a hérnia de disco. Porém, outros fatores também estão relacionados ao surgimento da condição, como sedentarismo, obesidade, tabagismo, carregar ou levantar muito peso, ou simplesmente envelhecer.

sintomas da hérnia de disco

A dor na coluna, que pode ser constante ou intermitente, é o sintoma mais conhecido da hérnia de disco. Porém, também é possível sentir formigamento com ou sem dor tanto na coluna, como na perna, coxa e braço. A dor pode ser de intensidade leve, moderada ou forte a ponto de incapacitar o paciente.

Além disso, os músculos afetados pela região onde a hérnia se formou podem ficar mais fracos, provocando tropeços, tombos ou dificuldades para segurar objetos com as mãos.

A hérnia de disco pode, ainda, não causar sintoma algum e passar despercebida pelo paciente. Geralmente, a condição é identificada quando o paciente sente dor e outros sintomas e procura o médico, que irá fazer o diagnóstico por meio do quadro clínico e de exames como ressonância magnética, tomografia e raio x.

tratamento e prevenção da hérnia de disco

Em geral, as hérnias de disco podem ser tratadas com o uso de analgésicos e anti-inflamatórios, assim como um pouco de repouso, sessões de fisioterapia e outras atividades para lidar com a dor, como a fisioterapia.

De acordo com o Ministério da Saúde, em apenas um mês, 90% dos portadores dessas hérnias estão aptos a reassumir suas atividades rotineiras. Apenas em casos mais graves a cirurgia pode ser necessária para corrigir o problema.

Apesar de a hérnia de disco ser causada principalmente por fatores genéticos, a adoção de bons hábitos pode ajudar a preveni-la. O excesso de peso corporal, por exemplo, estressa os discos da parte inferior das costas, podendo provocar uma hérnia. Assim, a prática de exercícios físicos e a alimentação balanceada, que contribuem para um peso ideal, são formas de prevenção.

O tabagismo também deve ser evitado, pois fumar diminui o suprimento de oxigênio para o disco, fazendo com que ele se decomponha mais rapidamente. Por fim, pessoas que têm ocupações profissionais que exigem muito do corpo, como levantar peso com frequência ou fazer movimentos repetitivos, devem ter cuidado redobrado -- principalmente se existem casos de hérnia de disco na família. Fazer mais pausas ou até mesmo mudar de função pode ser recomendado.

 

Referências:

Ministério da Saúde. Hérnia de disco.

Mayo Clinic. Herniated disk.

American Association of Neurological Surgeons. Herniated Disc.

LEIA MAIS