Perda da audição ao longo do envelhecimento: é possível prevenir a surdez?

por Equipe Danone Nutricia 16 de dezembro de 2020 5 minutes

Mudanças nas estruturas auditivas podem provocar declínio da audição ao longo do envelhecimento

A surdez pode se manifestar em qualquer idade, mas é mais recorrente no envelhecimento, quando ocorre um declínio natural das funções do organismo. Em idosos, a perda de audição geralmente é gradual e afeta os dois ouvidos da mesma forma. 

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), 165 milhões de pessoas acima de 65 anos sofriam de perda de audição no mundo em 2013. Mais tarde, em 2017, a OMS divulgou que, apenas no Brasil, a surdez afeta 28 milhões de habitantes. Um dos motivos para o alto índice é o aumento da expectativa de vida no país. Ou seja, quanto mais a população envelhece, maiores são as taxas.

O que causa a perda de audição no envelhecimento?

Ao longo do envelhecimento, podem ocorrer mudanças nas estruturas auditivas, como o ouvido interno, o ouvido médio e as vias nervosas para o cérebro. No ouvido interno, também pode ocorrer a perda de células ciliadas, que são receptores sensoriais de som.

Várias condições de saúde, como doenças cardíacas ou diabetes, também podem provocar perda da capacidade auditiva. Fatores externos, também. Estar constantemente exposto a altos ruídos ao longo dos anos, como música alta em fones de ouvido ou ruídos no local de trabalho, certamente prejudica a capacidade de ouvir bem.

como identificar o declínio auditivo no idoso

 

Os principais sintomas de que a capacidade auditiva está declinando são:

  • A fala de outras pessoas soa murmurada ou arrastada

  • Sons agudos, como “s” ou “h”, são difíceis de distinguir

  • As conversas são difíceis de entender, especialmente quando há ruído de fundo

  • As vozes masculinas são mais fáceis de entender do que as femininas

  • Zumbido em um dos ouvidos ou em ambos

Para identificar o problema, assim como suas causas, é preciso consultar o geriatra ou o otorrinolaringologista especialista em surdez. Ele irá avaliar os sintomas, examinar as suas estruturas auditivas e, se necessário, solicitar exames para identificar inflamações ou infecções, que também podem afetar a qualidade da audição.

como tratar A PERDA DE AUDIÇÃO 

O tratamento depende de diversos fatores, principalmente dos sintomas e causa do problema. Idade, tolerância a medicamentos e, é claro, a opinião do paciente também são levados em conta. 

Idosos podem precisar usar um aparelho de audição para ajudá-los a ouvir melhor, devido à degeneração do ouvido provocada por consequência do envelhecimento. Além disso, é preciso aprender a conviver com a dificuldade, como praticar leitura labial, prestar atenção aos gestos e expressões faciais da pessoa, assim como comunicar que não ouve bem, para que a pessoa com quem está conversando fale mais lentamente e repita as frases quando necessário.

Apesar de ser um problema relacionado ao envelhecimento, a redução da capacidade auditiva pode ser parcialmente prevenida pelo simples ato de proteger os ouvidos. Escutar música alta usando fone de ouvido ou estar constantemente exposto a altos ruídos, por exemplo, pode prejudicar a audição ao longo da vida e causar surdez no futuro.

 

Referências:

National Institute of Deafness and Other Communication Disorders. Age-Related Hearing Loss.

John Hopkins Medicine. Age-Related Hearing Loss (Presbycusis).

Organização das Nações Unidas. OMS afirma que 360 milhões sofrem de perda de audição no mundo. 

Universidade de São Paulo. Quase 30 milhões de brasileiros sofrem de surdez.

National Institute on Aging. Hearing Loss: A Common Problem for Older Adults.

 

 

LEIA MAIS