Gravidez

      Inchaço nos pés e pernas durante a gravidez: por que acontece e como tratar

      por Equipe Danone Baby 11 de Maio de 2018 5 minutos

      A retenção de líquidos é comum nas grávidas, sobretudo, no último trimestre. Saiba quando o incômodo pode se tornar um problema e o que fazer para tratá-lo

      aplv-1-1-807x350.jpg

      De quantos pares de sapato uma mulher abre mão devido ao inchaço nos pés e pernas durante a gravidez? Mais de um, provavelmente. Em especial no último trimestre, esse é um incômodo corriqueiro entre as gestantes. Mesmo assim, pode ser um alerta de um problema mais sério que exige atenção.

      O que causa o inchaço na gravidez?

      O inchaço ou edema é causado pela pressão que o útero exerce nas veias pélvicas e cava (aquela que recebe sangue dos membros inferiores). Isso traz uma desaceleração da circulação. Com o fluxo sanguíneo mais lento, o organismo da grávida envia mais água para essas regiões do corpo, aumentando o volume de líquidos, o que gera um acúmulo e causa o inchaço. As partes mais afetadas, normalmente, são pernas, tornozelos e pés, mas braços e mãos também podem ser atingidos.

      A retenção de líquidos também pode ocorrer devido a alterações hormonais próprias da gravidez, a problemas como varizes e obesidade, por conta do calor ou mesmo pelo uso de roupas e sapatos apertados.

      Normalmente, o inchaço nos pés e pernas durante a gravidez não é um problema prejudicial para a saúde da mãe ou do bebê. No entanto, quando se agrava, atingindo outras partes do corpo, ou não melhora mesmo após uma noite de descanso, é preciso investigar o motivo - pois pode ser um sinal de trombose e/ou pressão alta.

      Para ter certeza de que o seu caso não exige cuidados extras, é importante fazer um acompanhamento médico. O obstetra irá medir a simetria do inchaço e analisar se não há um agravamento, a cada consulta.

      Como aliviar o edema

      Algumas ações do dia a dia podem ajudar a diminuir o inchaço nos pés. Saiba o que fazer:

      • Mantenha sempre os pés elevados, quando estiver sentada ou deitada;
      • Não fique muito tempo sentada; faça pequenas caminhadas para ativar a circulação;
      • Prefira dormir virada para o lado esquerdo;
      • Mantenha-se hidratada durante todo o dia;
      • Pratique alguma atividade física indicada pelo seu médico, mesmo que seja uma caminhada;
      • Evite exagerar no consumo de sal e açúcar e mantenha uma dieta balanceada, rica em nutrientes com base em orientação de um profissional nutricionista médico;
      • Use meias de compressão, se necessário;
      • Evite sapatos de salto alto;
      • Faça sessões de drenagem linfática.

      Lembrando que antes de alterar a rotina é essencial consultar o seu obstetra e mantê-lo informado em relação a qualquer incômodo no seu corpo.

       

       

      REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

      Ministério da Saúde - Cartilha Conversando com a Gestante

      Prefeitura de São Paulo - Programa Alô Mãe

      Health and Medicine Division of the National Academies Press - Dietary Reference Intakes for water, potassium, sodium, chloride and sulfate.

      What to Expect When You're Expecting - 5th Edition, Heidi Murkoff and Sharon Mazel

       

       

       

      Leia mais

      Perguntas sobre nossos produtos?

      Caso tenha alguma dúvida sobre a Danone Nutricia ou nossos produtos, entre em contato com nossa central de atendimento!