Gravidez

      Carboidratos na gravidez: por que você precisa deles

      por Equipe Danone Baby 23 de outubro de 2019 5 minutes

      Banana, batata doce e pães integrais são boas fontes de carboidratos durante a gestação

      Os carboidratos – tidos como alimentos proibidos e culpados em muitas dietas – são muito importantes na gravidez. Durante a gestação, eles funcionam como combustível para você e seu bebê.

      O que são carboidratos?

      Os carboidratos são a principal fonte de energia proveniente da sua dieta. Quando ingeridos, eles são quebrados em pedaços menores e se tornam açúcares simples, como a glicose, que passam facilmente pela placenta e fornecem energia para ajudar no crescimento do bebê durante a gravidez.

      Os diferentes tipos de carboidratos incluem amidos, açúcares e fibras. Para um suprimento constante de energia, alimentos ricos em amido, como pão, batata, macarrão, arroz e cereais, devem constituir cerca de um terço da comida que você ingere.

      Muitos alimentos ricos em amido também fornecem outros nutrientes importantes para o desenvolvimento do bebê, incluindo cálcio, ferro e vitaminas do complexo B1.

      Escolhendo carboidratos saudáveis na gravidez

      Alguns carboidratos, especialmente açúcares, são decompostos rapidamente pelo organismo e podem causar um rápido aumento nos níveis de glicose e insulina no sangue. Eles são conhecidos como alimentos com alto índice glicêmico -- o sistema de classificação que indica a rapidez com que os alimentos afetam o açúcar no sangue.

      Dentre eles estão alimentos como pão branco, arroz branco e alguns produtos industrializados como bolos, biscoitos e batatas chips.

      Já os alimentos que são decompostos mais lentamente são classificados como alimentos com baixo índice glicêmico, ou seja, mantêm os níveis de açúcar no sangue mais estáveis. Eles são considerados mais saudáveis e devem ser priorizados sempre que possível.

      Exemplos de carboidratos de baixo índice glicêmico incluem:

      ● Bananas

      ● Batatas doces

      ● Mingau de aveia em flocos

      ● Grão de bico e outros leguminosas

      ● Pães e massas integrais

      ● Cereais

      Uma dieta baseada nesses amidos saudáveis pode ajudar a garantir que seus níveis de açúcar no sangue permaneçam estáveis, reduzindo o risco de diabetes gestacional e outras complicações da gravidez.

      Uma abordagem sensata é ingerir uma grande variedade de carboidratos de baixo índice glicêmico, de liberação lenta e ricos em fibras, mas equilibrando a dieta com alguns alimentos de índice glicêmico mais elevados para fornecer um aumento de energia de vez em quando.

      A importância das fibras

      Legumes, verduras e alimentos integrais são fontes de fibras. A fibra também é um carboidrato e ajuda a manter seu sistema digestivo saudável e regulado. Isto é especialmente importante durante a gravidez, quando a constipação pode ser um problema.

      Arroz e outros grãos: cuidado com a higiene

      Arroz cozido e grãos deixados à temperatura ambiente podem ser um terreno fértil para bactérias. Para minimizar qualquer risco, cozinhe esses alimentos no momento de consumir.

      Se você precisar preparar com antecedência ou se tiver sobras que gostaria de usar, leve à geladeira dentro de uma hora após o cozimento e coma dentro de 24 horas. Você deve jogar fora o arroz e os grãos que foram deixados à temperatura ambiente durante a noite e nunca os reaquecer mais de uma vez.

      Siga sempre as datas de validade e as diretrizes de armazenamento de alimentos pré-preparados.

      Este é um material informativo sobre carboidratos na gravidez. Consulte sempre o médico e/ou nutricionista.

      Referências bibliográficas
      1. NHS UK. Starchy foods and carbohydrates
      2. NHS UK. The truth about carbs
      3. NHS UK. What is the glycaemic index (GI)?

      LEIA MAIS