Gravidez

      O papel vital da proteína na gravidez

      por Equipe Danone Baby 28 de outubro de 2019 5 minutes

      A proteína ajuda o bebê a crescer e contribui para diversas áreas do desenvolvimento, como a produção de hormônios e enzimas

      As proteínas são encontradas em todas as células do corpo, formando pele, músculos, cabelos, unhas e todos os outros tecidos. Elas fornecem estrutura às células e as ajudam a funcionar adequadamente, além de atuarem no reparamento celular. 

      Durante a gravidez, a proteína que você ingere ajuda o bebê a crescer normalmente, contribuindo para áreas importantes do desenvolvimento, como:Crescimento e reparo de tecidos novos e danificados;

      - Produção de anticorpos para o seu sistema imunológico;

      - Produção de hormônios e enzimas

      - Funcionamento correto de músculo

      - Transporte de oxigênio através do sangue;

      - Um bom suprimento de proteína na gravidez permite que as células do bebê funcionem bem desde o início. Todo o crescimento e desenvolvimento futuros têm, portanto, uma base sólida a ser construída.

      - Um dos primeiros benefícios decorrentes da ingestão adequada de proteínas é o peso apropriado ao nascer, o que reduz o risco de desenvolver diabetes ou sobrepeso mais tarde na vida.

       

      como consumir proteína na gravidez

      A ingestão de proteína recomendada para adultos é de 0,75 gramas por quilograma de peso corporal por dia. Mulheres grávidas devem ingerir 6 gramas a mais diariamente.

       

      Portanto, para uma mulher com peso de 60 kg, será necessário: 60 x 0,75 g / d = 45 g de proteína por dia e 51 g se estiver grávida. Mas não é apenas a quantidade que importa. Também é importante comer uma variedade de proteínas, pois diferentes fontes fornecem aminoácidos diferentes.

       

      Boas fontes de proteína incluem:

       

      • Carne

      • Peixe

      • Laticínios

      • Feijões, leguminosas e nozes

       

      Como esses alimentos fazem parte da dieta da maior parte das pessoas, isso não é um motivo de preocupação. A menos que você seja vegetariana ou vegana, provavelmente não precisará ajustar sua ingestão para atender às necessidades ampliadas. 

       

      Uma boa dica é incluir uma porção de proteína em todas as refeições, para que você receba duas ou três porções diárias. Uma porção é geralmente equivalente ao tamanho da palma da mão.

       

      Uma fonte particularmente benéfica de proteína são os peixes oleosos, como sardinha e salmão, que apresentam altos níveis de ácidos graxos.

       

       

      Bibliografia: 1. British Nutrition Foundation. Protein

      2. Wu G. 2004. Maternal nutrition and fetal development. The Journal of Nutr 2004; 134(9)2169-2172

      3. British Nutrition Foundation. Nutrition requirements

      4. British Nutrition Foundation. Protein [Online]

      5. NHS UK. Fish and shellfish

       

       

      LEIA MAIS