Gravidez

      O que você não deve comer durante a gravidez

      por Equipe Danone Baby 29 de outubro de 2019 5 minutes

      Carnes cruas e frutos dos mar são alguns dos alimentos que os médicos orientam a cortar do cardápio na gestação

      Saber o que não comer na gravidez é tão importante quanto montar um cardápio com os alimentos essenciais para esse período tão especial. Isso porque certas comidinhas podem provocar uma intoxicação alimentar ou conter nutrientes prejudiciais à gestação. 

      intoxicação alimentar, um risco durante a gravidez

      A intoxicação alimentar, além de ser desagradável para você, pode aumentar o risco de parto prematuro e de infecções no bebê. Por isso, é importante prestar muita atenção à dieta, tomando um cuidado especial também com o preparo dos alimentos.

      A listeriose, por exemplo, é um tipo intoxicação alimentar causada por uma bactéria presente no solo e na água. Ela pode ser encontrada em carnes cruas, laticínios e também em produtos processados. Os alimentos abaixo causam riscos e devem ser evitados:

      • Ovos crus ou mal cozidos:
      • Carne vermelha ou carne de peixe crua ou mal cozida;
      • Peixe cru, ostras, mariscos e outros frutos do mar;
      • Leite e derivados não pasteurizados, como queijos como o brie e o camembert. 

      Além dos riscos de intoxicação alimentar, outros alimentos devem ser evitados pelos riscos de prejudicar o desenvolvimento do sistema nervoso do bebê. Peixes como peixe-espada, marlin, tubarão e atum, por exemplo, contêm mercúrio, que oferece riscos. 

      Atenção à higiene e outras recomendações

      O cuidado ao preparar os alimentos é vital durante a gestação. Lave bem as mãos antes e depois de cozinha, assim como higienize legumes e vegetais. Quando for comer em restaurantes, assegure-se de que as carnes são bem cozidas. Do contrário, não hesite em mandar o prato de volta para a cozinha. 

      Por fim, diga não ao álcool e tome cuidado com a ingestão de cafeína. Toda bebida alcoólica chega até o bebê pela placenta. A ingestão excessiva pode prejudicar seriamente o desenvolvimento do pequeno. Como não se sabe qual quantidade é segura, o ideal é evitar por completo.

      A cafeína também pode chegar até o bebê pela placenta, o que significa que ele pode sentir os mesmos efeitos que você, como aumento da frequência cardíaca. A substância também está associada ao risco de aborto no início da gravidez e bebês com baixo peso ao nascer. 

      Tem outras dúvidas sobre o que você não comer durante a gestação? Consultar sempre o seu médico. 

      Este é um material informativo sobre alimentação na gravidez. Consulte sempre o médico e/ou nutricionista.

      LEIA MAIS