Gravidez

      Anemia na gravidez: sintomas e riscos para mãe e bebê

      por Equipe Danone Nutricia 24 de outubro de 2019 5 minutes

      A anemia é causada pela deficiência de ferro, folato ou vitamina D

      Você pode desenvolver anemia na gravidez mesmo sem nunca ter tido a condição antes. Quando detectada e tratada cedo, a condição não traz grandes consequências. Mas em situações mais graves, pode gerar problemas como parto prematuro e um bebê anêmico.

      O que é anemia?

      A anemia é uma condição caracterizada pela ausência de glóbulos vermelhos em quantidade suficiente para transportar oxigênio para os tecidos do corpo. Quando tais tecidos não recebem o quanto precisam, muitos órgãos e funções do organismo são afetados.

      Durante a gravidez, seu corpo produz mais sangue para apoiar o crescimento do bebê. Se você não estiver consumindo ferro o suficiente, o seu organismo também não produzirá glóbulos vermelhos em quantidade adequada para produzir o sangue adicional. 

      Portanto, mulheres grávidas correm maior risco de desenvolver anemia devido à quantidade excessiva de sangue que o corpo produz para ajudar a fornecer nutrientes ao bebê. A anemia durante a gestação pode ser uma condição leve e facilmente tratada se detectada no início. No entanto, pode ser tornar perigosa para mãe e bebê quando não tratada.    

      Tipos de anemia durante a gravidez

      Deficiência de ferro

      Este é o tipo de anemia mais comum na gravidez. O ferro é um mineral encontrado nas células vermelhas do sangue e é usado para transportar oxigênio dos pulmões para o resto do corpo, além de ajudar os músculos a armazenar e usar oxigênio. Na falta de ferro, o corpo pode ficar cansado e ter resistência reduzida à infecção. 

      Deficiência de folato

      O folato é um tipo de vitamina B encontrada naturalmente em certos alimentos, como vegetais de folhas verdes. O corpo precisa dele para produzir novas células, incluindo glóbulos vermelhos saudáveis.

      Durante a gravidez, as mulheres precisam de folato extra. Mas às vezes, elas não obtêm o suficiente por meio da dieta. Quando isso acontece, o corpo não consegue produzir glóbulos vermelhos normais em quantidade para transportar oxigênio para os tecidos do corpo. 

      Deficiência de vitamina B

      A vitamina B12 também é necessária para a produção de glóbulos vermelhos pelo organismo. Embora algumas mulheres possam consumi-la em quantidade suficiente na dieta, é possível que seu corpo não processe a vitamina, resultando em uma deficiência.

      Fatores de risco para a anemia na gravidez

      Toda gestante corre o risco de se tornar anêmica, pois mulheres grávidas precisam de mais ferro e ácido fólico do que o habitual. Porém, há alguns fatores que podem aumentar as chances de desenvolver a condição:

      • Estar grávida de mais de um bebê
      • Ter duas gestações em um curto espaço de tempo
      • Vomitar muito por causa do enjôo matinal
      • Estar grávida na adolescência
      • Não ingerir alimentos ricos em ferro em quantidade suficiente
      • Já ter tido anemia antes de engravidar

      Sintomas de anemia na gravidez

      Para identificar a condição, fique atenta aos seguintes sintomas:

      • Pele, lábios e unhas pálidas
      • Sentir-se cansada ou fraca
      • Tontura
      • Falta de ar
      • Batimento cardíaco acelerado
      • Dificuldade de concentração

      A anemia grave ou não tratada na gravidez pode aumentar os riscos de parto prematuro, necessidade de transfusão de sangue durante o nascimento, depressão pós-parto e, para o bebê, há o risco de desenvolver anemia ou de apresentar atrasos no desenvolvimento. Por isso, fique atenta aos sinais.

      Bibliografia: Web Medical Team - “Anemia in Pregnancy”, American Pregnancy Association - “Anemia in Pregnancy

      Este é um material informativo sobre anemia na gravidez. Consulte sempre o médico e/ou nutricionista.

      LEIA MAIS