Gravidez

      Engravidar logo após o parto: veja como viver bem a experiência

      por Equipe Danone Nutricia 24 de outubro de 2019 5 minutes

      Você pode engravidar novamente logo após o parto. Veja conselhos para lidar melhor com duas gestações em seguida

      Se não estava nos seus planos engravidar logo após o parto, você pode ter sentimentos mistos com relação à nova gestação, como ansiedade, estresse e até medo. 

      Porém, acredite ou não, há muitos benefícios para esta inusitada situação.  A maioria das mães acha que a segunda gravidez é, em geral, mais fácil do que a primeira. Você provavelmente também possui todo o equipamento necessário para cuidar de crianças. Além disso, as surpresas serão menores, já que agora sabe como alimentar, trocar as fraldas e cuidar do seu recém-nascido.

      Ter duas gestações seguidas também pode facilitar as coisas se você planeja voltar ao trabalho. Afinal, você pode passar um tempo com ambos os bebês antes de retomar a sua carreira quando eles forem um pouco mais velhos. 

      Mas, é claro, uma gravidez logo após a outra exige que você tenha alguns cuidados com a saúde. Por isso, é fundamental o acompanhamento médico desde o início. 

      Não se esqueça de cuidar de si mesma

      Toda mãe sabe que tempo é luxo. Com um bebê para cuidar e outro no útero, é ainda mais fácil se esquecer facilmente todas as dicas de saúde que recebeu durante a primeira gravidez. Mas é muito importante segui-las. 

      A grávida precisa, por exemplo, fazer exercícios regularmente - mesmo que isso signifique caminhar enquanto empurra o carrinho do filho ou praticar atividades simples enquanto ele descansa.

      Você também deve descansar e relaxar. Portanto, não assuma mais tarefas do que o possível e sempre peça ajuda.

      Engravidar logo após o parto: como é possível?

      O período do pós-parto, assim como toda a gestação, não possui características exatamente iguais para todas as mamães. Geralmente demora um bocado para que tudo volte “ao normal” devido à ação dos hormônios. 

      Um dos principais inibidores da menstruação no pós-parto é a amamentação. Se o bebê mama no peito, os hormônios ligados ao aleitamento continuarão agindo e tendem a bloquear a ovulação. Assim, não ocorre a descida do sangue. Só com o maior espaçamento das mamadas e a consequente diminuição da ação hormonal é que a menstruação costuma reaparecer.

      Já as mulheres que não amamentam têm mais chances da menstruação voltar no período de 1 a 3 meses após o parto, muito embora esse intervalo possa variar de acordo com o organismo de cada mulher.

      Este é um material informativo sobre engravidar após o parto. Consulte sempre o médico.

       

      LEIA MAIS