Gravidez

      Exercícios para gestantes são seguros? Entenda por que se manter ativa

      por Equipe Danone Baby 29 de outubro de 2019 5 minutes

      As atividades físicas podem ajudar a reduzir o cansaço, a dor nas costas e o ganho de peso durante a gravidez

      Quando não há contraindicações, as futuras mamães devem ser encorajadas a se exercitar como parte de um estilo de vida saudável durante a gravidez. Os exercícios para gestantes trazem benefícios para mulher e podem até melhorar a saúde do bebê.

      Por que praticar exercícios para gestantes?

      Os exercícios para gestantes podem reduzir o cansaço, a dor nas costas e o ganho de peso, bem como o risco de cesariana não planejada e diabetes gestacional. Para os bebês, as atividades físicas feitas pela mãe podem melhorar a saúde da frequência cardíaca, o peso ao nascer e a maturidade cerebral.

      Tanto para a mãe quanto para o bebê, há uma infinidade de benefícios ao se exercitar durante a gravidez. Veja os benefícios para a mãe:

      • Redução da dor lombar e cansaço;
      • Menos probabilidade de desenvolver diabetes gestacional;
      • Menos provável que precise de uma cesariana não planejada;
      • Menor incidência de depressão e, quando aparece, sua gravidade é reduzida;
      • Menor ganho de peso durante a gravidez;
      • Menos probabilidade de desenvolver incontinência urinária;
      • Menos episódios de constipação na gravidez.

      Veja os benefícios para o bebê:

      • Desenvolver um coração saudável com uma frequência cardíaca em repouso menor após o nascimento;
      • Nascer no que é considerado um peso "normal", e não com excesso de peso;
      • Nascer com um cérebro mais maduro e mais rápido para se desenvolver neurologicamente;
      • Experimentar um risco reduzido de dificuldade respiratória ao nascer 
      •  
      • Menos estresse materno pode ajudar o desenvolvimento do sistema imunológico.

      Atividade física com segurança na gravidez

      Há uma série de atividades projetadas especificamente para gestantes, como o yoga. Mas se a mãe gosta de correr, nadar ou ir à academia, deve ser capaz e encorajada a continuar a sua rotina habitual com algumas modificações.

      As gestantes podem fazer os seguintes exercícios, sempre seguindo recomendação médica:

      • Uma corrida suave ou um passeio com o cão pode aumentar a frequência cardíaca o suficiente para ser benéfico para as mulheres grávidas;
      • Nadar durante a gravidez é relaxante para a mente e tem baixo impacto no corpo. A maioria dos movimentos da natação são seguros;
      • O treinamento de força, usando pesos moderados em vez de pesados, é seguro se os pesos já fizerem parte de uma rotina de exercícios usual 
      • Yoga pode ser um bom método para ajudar o relaxar e, ao mesmo tempo, manter a força e flexibilidade.

      Fortalecer a pélvis na gravidez

      O assoalho pélvico desempenha um papel particularmente importante durante a gravidez e o trabalho de parto. Inicialmente, ele suporta o peso do bebê em crescimento. Mais tarde, quando o parto começa, o assoalho fortalecido ajuda a girar a cabeça do bebê na posição ideal, pronta para o nascimento. 

      Uma vez nesta posição, é mais fácil para a cabeça do bebê passar sob o osso púbico, pronto para coroamento.

      O assoalho pélvico de uma nova mamãe pode ficar mais fraco após o nascimento. Cerca de 40% das mulheres que deram à luz experimentam "incontinência por estresse". Quando espirram ou tossem, por exemplo, a urina pode escapar. Isso pode ocorrer independente do tipo de parto, também como consequência da própria gravidez. No entanto, mulheres grávidas que realizam treinamento muscular do assoalho pélvico apresentam menor incidência de incontinência urinária após o nascimento.

      Com exercícios regulares e simples, os músculos do assoalho pélvico podem ser fortalecidos para reduzir a probabilidade de certos problemas mais tarde.    

      Quais exercícios evitar?

      Veja atividades que podem, em certos casos, prejudicar o bebê e a gestação:

      • Esportes de contato, como artes marciais, futebol, rugby, squash e hockey, todos com risco de impacto;
      • Passeios a cavalo, ciclismo e esqui podem se tornar mais difíceis à medida que o bebê cresce e o centro do equilíbrio muda. As gestantes são aconselhadas a evitar essas atividades e quaisquer outras que tenham risco de cair;
      • O mergulho autônomo durante a gravidez deve ser evitado, pois o bebê não tem proteção contra embolia gasosa - bolhas na corrente sanguínea podem interromper o suprimento de sangue ou causar dificuldades respiratórias. 
      • O yoga de Bikram (ou yoga quente) envolve uma sequência de posturas praticadas em uma sala aquecida. Embora ninguém tenha estudado especificamente os efeitos da yoga quente, os especialistas concordam que as mulheres grávidas devem evitar elevar sua temperatura corporal para reduzir o risco de defeitos do tubo neural no bebê.

      Este é um material informativo sobre exercícios na gravidez. Consulte sempre o médico e/ou nutricionista.

      LEIA MAIS