Gravidez

      Grávida alérgica: como alergias podem afetar você e seu bebê

      por Equipe Danone Nutricia 24 de outubro de 2019 5 minutes

      As alergias na gravidez podem apresentar novos sintomas, é importante consultar o médico para adequar medicação

      Quem tem alergia precisa ficar atenta: não é incomum experimentar novas reações durante a gravidez. As alterações hormonais são as principais responsáveis pelas mudanças nos sintomas. Portanto, se você planeja engravidar ou já está grávida, bata um papo com o seu médico sobre os remédios que utiliza para alergia, pois certos medicamentos podem ser alterados durante esse período ou durante a amamentação. 

      Se você estiver tomando medicação sob prescrição médica para alergia, é importante continuar a fazê-lo até falar com o seu médico de família. A interrupção súbita dos medicamentos que você usa regularmente, como um inalador para asma, pode causar a escalada dos sintomas, o que pode ser perigoso. 

      Se o medicamento habitual não for seguro durante a gravidez, existem muitos outros remédios e tratamentos disponíveis para quem sofre de alergias. Portanto, não se preocupe. Tudo tem jeito!

      Quem tem alergia ou intolerância alimentar também precisa conversar com o médico para que ele explique se será necessária alguma suplementação para suprir a deficiência de nutrientes que, porventura, sejam encontrados naqueles alimentados tirados do cardápio por conta de alguma dieta de restrição. 

      Importante: não fume durante a gravidez, pois isso pode desencadear sintomas de alergias. A criança pode, inclusive, desenvolver sintomas mais severos de alergia no futuro devido a essa prática da mãe. Álcool também não faz bem. 

      Certos alimentos podem ajudar a prevenir alergias? 

      Pesquisas atuais sugerem que certos alimentos podem ter propriedades de prevenção de alergias, desde que consumidos com moderação. Veja quais são:

      • Peixes oleosos: limitados a duas porções por semana. 
      • Frutas e vegetais

      Evidências sugerem que a ingestão de frutas e vegetais pode ajudar a proteger contra o desenvolvimento de problemas respiratórios e alergias.

      • Vitaminas e minerais

      Sugere-se que as vitaminas C, D, E e folato desempenhem um papel na prevenção de alergias. Alimentos como feijão, ervilha e fígado são ricos em folato. A vitamina C é encontrada em abundâncias em frutas como laranja, manga, limão e abacaxi. As principais fontes alimentares de vitamina D são os carnes, peixes e frutos do mar. Já a vitamina  é encontrada principalmente nos alimentos de origem vegetal ricos em gordura, como as sementes de girassol, as avelãs e castanhas.

      Este é um material informativo sobre alergias na gravidez. Consulte sempre o médico e/ou nutricionista.

      LEIA MAIS