Planejamento

      8 perguntas a responder antes de engravidar

      por Equipe Danone Nutricia 1 de Novembro de 2018 5 minutos

      Estou pronta para dormir pouco? Será que tenho dinheiro suficiente para criar uma criança? Veja as perguntas que você deverá responder    

      Quando engravidar é uma escolha, tomar a decisão final pode ser difícil. Tornar-se responsável por outra pessoa significa abraçar uma grande mudança de vida, além de assumir gastos importantes. Por isso, antes de optar por ter um bebê, faça uma listinha e questione se você está pronta.

      aplv-1-1-807x350.jpg

      É importante lembrar que estar pronta ou não é uma questão muito pessoal. Há mulheres que escolhem engravidar enquanto são mais novas, enquanto outras preferem construir uma carreira sólida antes. Portanto, sempre tome decisões de acordo com suas preferências e planos de vida.  

      Além disso, se você tem um parceiro e pretende ter um filho com ele, inclua-o na conversa. Separamos algumas perguntas que vocês podem fazer para si mesmos antes de decidir engravidar:

      1 - Minha casa é adequada para receber um bebê?

      A maioria das residências pode ser adaptável para receber um bebê, mas há alguns pontos importantes a considerar. O primeiro deles é a presença de muitas escadas. Se você mora no quarto andar de um prédio sem elevador, será mais cansativo e trabalhoso subir e descer com a criança -- principalmente se for mais de uma. O mesmo vale para pessoas sem carro que moram em bairros com muitas subidas e descidas.

      Residências de um quarto são suficientes para os primeiros meses de vida do bebê, mas conforme ele ficar mais grandinho, dividir o espaço com o pequeno pode ser complicado. Portanto, veja se você tem condições de viver em um lugar maior.  

      Além disso, considere se o bairro e a casa são seguras, para ficar livre de ansiedades e sustos. Por fim, se você planeja se mudar, faça isso antes de engravidar ou, no máximo, nos primeiros meses da gestação. Já pensou em fazer mudança com uma criança pequena a tiracolo?  

      2 - Meu orçamento é suficiente para criar um bebê?

      Neste texto, explicamos como se planejar financeiramente para ter um bebê. Para isso, é preciso calcular valores com pré-natal, parto, escolinha e plano de saúde para a criança, caso opte por serviços particulares. Gastos com farmácia também devem entrar na conta, assim como uma poupança para emergências.  

      3 - Estou disposta a flexibilizar minha carreira?

      Se você tem uma meta ambiciosa na sua carreira, é bom decidir o momento certo de ter um bebê. Depois que o pequeno nascer, será preciso tirar a licença-maternidade e, após o retorno ao trabalho, readaptar-se à rotina. Durante o primeiro ano de vida da criança -- ou talvez durante até mais tempo -- diminuir o ritmo é uma possibilidade.  

      Converse com o seu parceiro e tente estabelecer uma divisão justa, para que as tarefas fiquem bem divididas e ninguém tenha que abrir mão de se dedicar à carreira. Possivelmente, um dos dois se oferecerá para ficar em casa com a criança enquanto o outro está mais focado no trabalho.

      4 - Como vou dividir as tarefas com o meu parceiro?

      Quando o bebê chegar, as responsabilidades compartilhadas pelo casal serão muito maiores. A colaboração é, então, a chave para que a relação funcione bem. Portanto, antes mesmo de engravidar, discutam pontos importantes, como:

      • Como cada um pretende se dedicar à carreira nos próximos anos;
      • Financeiramente, com quanto cada um pode contribuir;
      • Quais tarefas caseiras cada um pretende realizar;
      • Quais responsabilidades relativas ao bebê cada um pretende assumir.

      5 - Estou emocionalmente pronta para ter um bebê?

      Ter um bebê mexe com o emocional de homens e mulheres, mas principalmente de mulheres. O aumento da produção de hormônios na gravidez poderá deixá-la mais ansiosa, emotiva e até fazê-la dormir pior. Além disso, há a ansiedade com a gestação, parto e com a criação do bebê. Portanto, questione se você está emocionalmente pronta para isso e, se necessário, converse com o seu terapeuta ou ginecologista sobre o assunto.  

      Mas atenção: nada de neura! Questões emocionais podem ser tratadas com o auxílio de profissionais, como os psicólogos. O importante é que você prepare o terreno para  lidar com o que está por vir -- que é tanto preocupante, quanto excitante e maravilhoso.

      6 - Estou pronta para dormir pouco?

      Prepare-se para dormir pouco nos primeiros meses de vida do bebê, principalmente enquanto estiver amamentando. O pequeno poderá acordar de três em três horas, ou até em intervalos menores, para mamar, reclamar da fralda suja e assim por diante. Há bebês que continuam acordando várias vezes mesmo quando maiorzinhos. É preciso paciência.

      7 - Estou pronta para viver em uma casa bagunçada?

      Talvez a sua casa não fique tão bagunçada, mas você provavelmente terá de lidar com brinquedos espalhados e mais sujeira. Será necessário educar o pequeno para que guarde as coisas e cuide da limpeza. Mas, ao menos nos primeiros dois anos, boa parte do trabalho de organização e limpeza recairá sobre o casal.  

      8 - Estou pronta para as mudanças sociais que vêm com o nascimento do bebê?

      Nos primeiros meses, você estará bastante focada no bebê. Portanto, sua relação com o parceiro poderá mudar, assim como a sua relação com os amigos. Alguns irão se afastar, mas você certamente fará outros -- provavelmente que também têm filhos. Sua vida social, então, será diferente. É provável que, ao menos nos primeiros anos, os jantares em restaurantes sejam trocados por refeições nas casas dos amigos, de preferência durante o dia. Afinal, manter a rotina de sono da criança deixa ela mais calma, o que faz toda a diferença na correria do dia a dia.

      Leia mais

      Perguntas sobre nossos produtos?

      Caso tenha alguma dúvida sobre a Danone Nutricia ou nossos produtos, entre em contato com nossa central de atendimento!