Planejamento

      Período fértil para engravidar: como descobrir o dia certo

      por Equipe Danone Nutricia 6 de Setembro de 2017 5 minutos

      Saiba o que pode diminuir a chance de engravidar e quais os métodos para determinar o período fértil

      Mesmo que ser mãe já tenha deixado de ser, há algum tempo, prioridade máxima na vida das mulheres, muitas de nós ainda desejamos sentir na pele uma das experiências mais transformadoras de nossas vidas: a gravidez. E assim como todas as decisões que permeiam o campo da maternidade, decidir ter um bebê requer cuidados e precisa muito mais do que o planejamento econômico: o autoconhecimento do corpo feminino e de seu período fértil.

      aplv-1-1-807x350.jpg

      O que é o período fértil e quando ocorre?

      Conforme o próprio nome já diz, período fértil é o intervalo no qual a mulher possui mais chances de engravidar. Diferente dos homens, que produzem espermatozóides a todo momento, a mulher ovula apenas uma vez por mês e nasce com um número já determinado de óvulos: que pode chegar a 450.000 até a menopausa.

      O momento em que acontece a liberação de um ovo do folículo ovariano para ser fecundado geralmente acontece 14 dias antes da menstruação seguinte — o período compreende também o intervalo de 1 a 3 dias após a ovulação, que é o tempo médio de vida de um óvulo dentro do corpo da mulher antes de ser liberado pela menstruação.

      Outro fator a ser levado em conta é o tempo de vida de um espermatozóide dentro do corpo da mulher, que pode variar de 3 a 5 dias após a ejaculação.

      Portanto, considerando uma mulher que possua um ciclo menstrual de 28 dias, somando o dia da ovulação com as margens anteriores e posteriores, o período fértil compreende cerca de 10 dias, a partir do 10º dia do ciclo.

      É importante frisar que a duração do ciclo menstrual varia de mulher para mulher — principalmente nas adolescentes, em que o corpo ainda está se regularizando às  mudanças hormonais e fisiológicas.

      O que pode diminuir a chance de engravidar durante o período fértil?

      Além do uso de determinados medicamentos, há estudos que mostram que o estresse também diminui as chances de gravidez, como também pode dobrar os riscos de um parto prematuro. Além disso, a idade materna avançada, superior a 35 anos, é um dos fatores determinantes para a diminuição significativa da fertilidade feminina.

      Doenças como a endometriose e a presença de cistos no aparelho reprodutor feminino e outras modificações localizadas nesta região também são capazes de influenciar negativamente e até mesmo impedir o processo de concepção. Tabagismo, obesidade, consumo de álcool e cafeína em excesso, além de disfunções hormonais como o hipotireoidismo e o hipertireoidismo, também são prejudiciais para a fertilidade.

      Quem faz uso de medicamentos como anti-hipertensivos, anticonvulsivantes para o tratamento de epilepsia e remédios para depressão e ansiedade deve consultar o médico antes de decidir pela gravidez, para evitar que seja uma gestação de risco.

      Como descobrir meu período fértil segundo o método do muco?

      Também conhecido como método da ovulação ou método Billings, a ideia é determinar o período fértil a partir da presença de muco — substância com a consistência e a cor de clara de ovo que a mulher libera durante o período em que está mais propensa a engravidar. Portanto, caso seu desejo seja engravidar, é indicado que você tenha relações sexuais nos dias em que note a presença deste muco na vagina.

      Como calcular o período fértil segundo o método da temperatura?

      Também chamado de método de Ogino-Knauss, o método utiliza a  temperatura corporal da mulher como indicador de fertilidade. Se a temperatura normal varia entre 36 a 36,5ºC, uma das formas de identificar o período fértil é constatando a diminuição um dia anterior ao processo de ovulação. Portanto, o método consiste em medir, diariamente, a temperatura até que se note uma leve diminuída, que indica o início do período fértil. Neste caso, as chances de falha são extremamente variáveis, visto que a temperatura pode alterar por diversos outros fatores. Por isso, especialistas indicam que seja feito em conjunto com os métodos do muco e da tabelinha para aumentar a eficiência.

       

      REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

      “Estresse e gravidez (pré-natal e perinatal)” - Fundação Maria Cecília Souto Vidigal.
      “Fisiologia do sistema reprodutor feminino” - Universidade do Minho.
      “O uso de medicamentos na gravidez” - Núcleo de Assistência Farmacêutica (NAF),DCB/ENSP/Fiocruz.
      “Métodos contraceptivos e suas características” - Editora da Universidade Federal da Bahia.
      “Vivência da mulher na escolha do Método de Ovulação Billings” - Revista Brasileira de Enfermagem.
      “Métodos de conhecimento do período fértil ou de auto-observação”.
      Folheto para paciente - Ministério da Saúde.

       

      Leia mais

      Perguntas sobre nossos produtos?

      Caso tenha alguma dúvida sobre a Danone Nutricia ou nossos produtos, entre em contato com nossa central de atendimento!