Planejamento

      Endometriose: sintomas e tratamento

      por Equipe Danone Nutricia 14 de Dezembro de 2017 5 minutos

      A endometriose pode causar dores intensas e infertilidade, mas há tratamentos disponíveis para aliviar os sintomas.

      Quando a mulher está com dificuldades para engravidar, uma das suspeitas é que seu organismo tenha desenvolvido a endometriose. A doença pode ser bastante dolorosa e se manifestar por meio de cólicas intensas ou desconforto durante as relações sexuais. Mas em alguns casos, é assintomática e leva anos para ser diagnosticada.

      aplv-1-1-807x350.jpg

      O que é endometriose?

      A endometriose é uma doença inflamatória provocada por células do endométrio (tecido que reveste o útero). Quando não são expelidas pela menstruação, essas células se movimentam no sentido oposto e caem nos ovários ou na cavidade abdominal, onde passam a se multiplicar e a sangrar.

      A endometriose é uma doença relativamente comum e também pode atingir as trompas de falópio ou ao redor da bexiga e do intestino. Afeta principalmente meninas e mulheres em idade fértil, sendo menos comum nas que já passaram pela menopausa.

      Sintomas da endometriose

      Os principais sintomas da endometriose são:

      • Dor em forma de cólica durante o período menstrual que pode incapacitar as mulheres de exercerem suas atividades habituais. Em alguns casos, a dor é leve. Mas em outros é intensa a ponto de não ser aliviada por analgésicos e incapacitar a pessoa de fazer tarefas simples;
      • Dor durante as relações sexuais;
      • Dores e sangramentos urinários e intestinais durante a menstruação;
      • Infertilidade, presente em cerca de 40% das mulheres com endometriose;
      • Fluxo menstrual mais intenso do que o normal;
      • Dores pélvicas apenas durante o período menstrual ou em qualquer época;
      • Cansaço;
      • Dor ou desconforto para ir ao banheiro.

      Diagnóstico da endometriose

      Ao notar qualquer um desses sintomas, o ginecologista deve ser consultado. Escreva em um papel tudo o que já sentiu e relate ao médico para que ele possa começar o diagnóstico.

      O primeiro passo para o diagnóstico é o exame ginecológico clínico. Em seguida, o médico poderá solicitar exames laboratoriais e de imagem, como laparoscopia, ultrassom, ressonância magnética e exame de sangue. Para ter certeza, no entanto, provavelmente será preciso fazer uma biópsia dos locais onde há possíveis focos de endometriose (células do endométrio presentes).

      Tratamentos para a endometriose

      A endometriose é uma doença crônica que regride espontaneamente com a menopausa. Não há cura, mas há tratamentos que podem aliviar os sintomas. As mais jovens podem utilizar medicamentos hormonais (como pílulas anticoncepcionais) para suspender a menstruação e eliminar dores e desconfortos. Remédios para a dor, como anti-inflamatórios, também podem ser receitados pelo médico.

      As lesões maiores devem ser retiradas cirurgicamente. Poderá ser retirado apenas o tecido afetado ou uma parte do órgão. Mulheres que já tiveram os filhos que desejavam ou não desejam ser mães podem fazer operações mais agressivas.

      Complicações da endometriose

      Além de causar dores e desconfortos, a endometriose pode causar infertilidade, principalmente em sua forma mais grave (profunda). Para que a gravidez ocorra, um óvulo deve ser liberado por um ovário, viajar através das trompas, ser fertilizado por um espermatozóide e se prender à parede do útero para iniciar o desenvolvimento do embrião.

      A endometriose pode obstruir o tubo e impedir que óvulo e espermatozóide se encontrem. A doença também pode prejudicar a concepção de outras formas, como causando danos às células reprodutivas.

      A infertilidade, uma das consequências mais graves da endometriose, não é irreversível. Cirurgias para retirar os focos da doença nos órgãos afetados pode aumentar as chances de engravidar. O procedimento cirúrgico pode trazer alguns riscos, como infecções urinárias e pequenos sangramentos. Riscos mais sérios incluem sangramentos abdominais, infecções e danos nos órgãos.

      A endometriose que afeta a bexiga ou intestino pode ser mais difícil de tratar e exigir cirurgias mais complexas, com pós-operatórios mais complicados e desgastantes.

      Causas da endometriose

      As possíveis causas da endometriose são:

      • Genética: a condição tende a aparecer mais vezes em membros da mesma família ou em integrantes dos mesmos grupos étnicos;
      • Menstruação retrógrada: quando parte do revestimento do útero flui através das trompas de Falópio e se incorpora nos órgãos ao invés de deixar o corpo pela menstruação;
      • Problemas do sistema imunológico (a defesa natural do corpo contra doenças e infecções);
      • Células do endométrio se espalhando pelo corpo por meio da corrente sanguínea ou sistema linfático (uma série de tubos e glândulas que foram parte do sistema imunológico).


      REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

      Ministério da Saúde (“Endometriose”)
      Sistema Nacional de Saúde da Inglatera - NHE (“Endometriosis” e “Complications of Endometriosis”)
      Mayo Clinic (“Endometriosis”)

      Leia mais

      Perguntas sobre nossos produtos?

      Caso tenha alguma dúvida sobre a Danone Nutricia ou nossos produtos, entre em contato com nossa central de atendimento!