Primeiros Meses

      Cantigas de roda e de ninar: dicas de canções para cada atividade do bebê

      por Equipe Danone Baby 28 de Setembro de 2017 5 minutos

      Além de ajudar no desenvolvimento motor e cognitivo dos bebês, as cantigas infantis são fundamentais para o estreitamento de vínculos, reconhecimento e valorização da própria cultura.

      Cientificamente, é comprovado o poder do estímulo musical para o desenvolvimento neurológico das crianças: aquelas familiarizadas com canções desde muito cedo são capazes de aprender a ler a  escrever mais rapidamente. Isso acontece porque, até os dois anos de idade, são formadas, no cérebro humano, as conexões neuronais mais importantes de toda a vida.

      A música também é uma das formas mais bonitas e divertidas para a criação de vínculos, principalmente o materno, conforme explica a educadora musical e professora do curso de pós-graduação em música da Faculdade Cantareira, Enny Parejo: “A escuta da voz materna é de suma importância para o bebê, tem propriedades terapêuticas e, comprovadamente, reduz a quantidade de cortisol (hormônio do estresse) na saliva do bebê. A partir do 5º mês, mesmo no útero materno, o bebê reage e reconhece a voz materna.”

      Hoje, com a quantidade imensa de tipos de brinquedos, filminhos e desenhos infantis, esse momento de cantoria acaba quase inexistindo. Coisa que para as gerações anteriores era inerente. "Desde tempos imemoriais, as mamães, tias e avós cantam para os bebês. As cantigas representam um patrimônio sociocultural inestimável; passam de geração a geração de forma oral, fortalecem o vínculo afetivo entre a criança e a pessoa que canta para ela", diz Enny.

      aplv-1-1-807x350.jpg

      Com a curadoria da educadora musical Enny Parejo, listamos abaixo algumas dicas e exemplos de cantigas que podem fazer parte do dia a dia do bebê de acordo com cada ocasião:

      Hora do almoço ou do lanche

      Segundo Enny, esse tipo de canção, por ser repetida inúmeras vezes na escolinha ou na creche, pode acabar se tornando pouco interessante. Por isso, uma das saídas para inovar e deixar o momento ainda mais interessante para o pequeno é usar a criatividade. “Os familiares podem criar pequenas canções, convidando a criança a comer, ou no caso dos bebês, a mamar. Neste caso, a música se torna um sinal sonoro, um demarcador de tempo e da atividade que irão realizar”, esclarece.

      Exemplo: Meu Lanchinho - Tidinha.

      Fome come - Palavra Cantada.

      Pot Pourri de Parlendas: Um Dois Feijão Com Arroz - Palavra Cantada.

      Hora do banho

      O momento do banho é um dos mais divertidos no dia a dia de uma criança. Estar em contato com a água e com o próprio corpo, num momento de descontração, é extremamente favorável para o conhecimento do próprio organismo. É importante que haja estímulos musicais neste momento do dia para demarcar e caracterizar a atividade que está prestes a ser realizada, desta forma, quando a mãe ou outro familiar começar a entoar os versos, o pequeno já saberá que se trata da hora de tomar banho. Neste caso, também vale usar e abusar da criatividade e inventar algumas musiquinhas.

      Exemplo: Ratinho Tomando Banho - Helio Zinskind - Castelo Rá-Tim-Bum.

      O sapo não lava o pé - Tião Camaleão.

      Os indiozinhos - Tião Camaleão.

      Peixe Vivo - Palavra Cantada.

      A Canoa Virou - Palavra Cantada.

      O Pato - Vinícius de Moraes.

      Hora da brincadeira

      Para deixar este momento ainda mais divertido e aguçar as percepções da criança, é imprescindível a presença de cantigas de roda. Para a educadora musical, uma das formas mais legais de unir a música com brincadeiras é por meio das cantigas de roda. Assim, ela será estimulada de duas formas diferentes: tanto no campo sonoro, quanto motor. “Na escola, as crianças são posicionadas em roda para favorecer a interação. Ora ou outra, elas vão até o centro e fazem alguma atividade. As parlendas também propiciam atividades interessantes para as crianças.

      Exemplo: Passa passa três vezes.

      A folhinha do coqueiro.

      Carneirinho, carneirão.

      Bambalalão.

      Hora do passeio

      Neste caso, são indicadas canções que estimulem a locomoção, com andamento de moderado a rápido.

      Exemplo: Havia um pastorzinho.

      Fui passar na ponte.

      Caranguejinho.

      Bambu tira bu.

      Hora de dormir

      O intuito das canções de ninar é acalmar e silenciar. “Por isso elas precisam ter um caráter encantatório, repetitivo, de andamento de moderado a lento e ausência de grandes contrastes, favorecendo o sono”, diz.

      Exemplo:

      Boi da cara preta.

      Tutu Maramba - Bia Bedran.

      Dorme - Palavra Cantada.

      Dorme em paz - Palavra Cantada.

      Confira também algumas indicações de repertório para iniciar musicalmente seu filho:

      Para a imersão musical: Músicas com timbre homogêneo e caráter apaziguante que funcionam bem para relaxamento ou como música de fundo para alguma atividade.

      • The World's Sings Goodnight - Silver Wave Records.
      • Meu Neném – Décio Gioielli, Paulo Tatit e Sandra Peres – Palavra Cantada.
      • Beatles For Babies - Coleção Happy Baby.
      • Canções de ninar - Sandra Peres e Paulo Tatit - Palavra Cantada.

      Para ensinar um pouco sobre folclore: Os arranjos de cantigas de roda e parlendas são riquíssimos. As canções podem ser utilizadas para múltiplas finalidades.

      • Cancioneiro Folclórico Infantil - Mara Fontoura e Lydio Roberto Silva, Curitiba: Ed. Gramofone.
      • Anjos da Terra - Dércio Marques.
      • Abra a Boca, Tin Do Lê Lê - Lydia Hortélio.

      Interagir com o próprio corpo: Além de aumentar o repertório de palavras e sons, muitas das canções das canções são ideais para sensibilizar, articular e trabalhar com o corpo do bebê de várias formas.

      • Estica e Dobra - Grupo Curupaco.
      • Dois a Dois - Grupo Rodapião – Palavra Cantada.
      • Barbatuques - Corpo do Som.
      • Ô, Bela Alice - Música tradicional da infância no sertão da Bahia - Lydia Hortélio e Antonio Madureira.

      Imersão cultural: São músicas para vivenciar elementos de nossa cultura, dançar, tocar instrumentos específicos e permitir ao bebê dar um mergulho na vida musical através de ritmos brasileiros.

      • Brincadeiras de Roda, Estórias e Canções de Ninar - Antonio Carlos Nóbrega – Eldorado.
      • Músicas Daqui, Ritmos do Mundo - Fábrica (canções infantis brasileiras em arranjos de ritmos variados do mundo, por grandes intérpretes).
      • Pé com Pé – Sandra Peres e Paulo Tatit - Palavra Cantada.
      • Eu Vi As Três Meninas - Música tradicional da infância na Aldeia de Carapicuíba – Lucilene Silva.
      • Coleção Era Uma Vez - Arranjos musicais de Radamés Gnattali.

      Leia mais

      Perguntas sobre nossos produtos?

      Caso tenha alguma dúvida sobre a Danone Nutricia ou nossos produtos, entre em contato com nossa central de atendimento!