Primeiros Meses

      5 dicas para cuidar de bebês prematuros em casa

      por Equipe Danone Baby 19 de Junho de 2018 5 minutos

      Os bebês que nascem com menos de 37 semanas de gestação têm mais chances de adoecer.  Por isso, exigem cuidados especiais de pais e familiares.

      Após o nascimento e todos os trâmites que envolvem a entrada e a saída da maternidade, muda o foco da preocupação de papais e mamães. De agora em diante, a atenção vai para os cuidados com o pequeno, especialmente quando se trata de um prematuro.

       

      aplv-1-1-807x350.jpg

      Essa apreensão tem razão de ser: a prematuridade ainda é considerada a principal causa de mortes em crianças com idade inferior a 5 anos em todo o mundo, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS). Bebês que nascem antes da 37ª semana de gestação têm maior probabilidade de adoecer, por isso exigem cuidados especiais.

      Com a atenção de familiares e profissionais de saúde, porém, é possível amenizar essa condição. Veja a seguir cinco cuidados especiais para bebês prematuros em casa, com base em documento do Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) e na cartilha Cuidados com o Bebê Prematuro: Orientações para a Família, da Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo (USP).

      Cerque-o de afeto - um santo remédio para fortalecer o sistema imunológico

      A Unicef recomenda manter o bebê junto do corpo da mãe ou do pai pelo maior tempo possível, no chamado método canguru, que estimula o contato pele a pele entre os pais e o bebê. O contato corporal deixa o recém-nascido mais calmo - ele se sente quentinho e seguro, como na barriga da mãe. E isso vale não só para as primeiras horas após o seu nascimento. Estudos científicos comprovam que o colo dos pais pode fortalecer o sistema imunológico do bebê.

      Amamente com mais regularidade

      Todos os bebês devem ser amamentados exclusivamente até os seis meses de idade, e de forma complementar até os dois anos de vida ou mais. No caso dos prematuros, a orientação é para que eles mamem mais vezes, durante o dia e também à noite, para que ganhem peso mais rápido. O leite materno protege contra doenças, principalmente as respiratórias, que acometem essas crianças com mais facilidade devido à imaturidade dos pulmões. Caso tenham dificuldade para sugar o seio das mães, recomenda-se que o leite materno seja retirado e oferecido com colher ou copinho, recomenda o documento do Unicef.

      Busque apoio em sua família e comunidade

      As visitas são importantes fontes de estímulo e socialização do bebê. Contar com o apoio da família e dos amigos é sempre positivo, educativo e encorajador. Logo após a saída da maternidade, é comum que os familiares e amigos mais próximos queiram visitar o bebê. Mas é importante tomar algumas precauções. A cartilha da USP recomenda: evitar contato com pessoas com gripe ou resfriado; exigir que os presentes sempre lavem as mãos para pegar o bebê no colo; limitar tempo e o número de pessoas que o visitam simultaneamente; proibir que se fume dentro de casa e manter janelas arejadas. Ainda, se a mãe estiver cansada, não deve se constranger em pedir às visitas que voltem outro dia.

      Cuide da higiene do bebê

      A necessidade de tomar banho todos os dias vai depender da maturidade do organismo do bebê. Caso pese até 1,5 kg; ele deve tomar banho em dias alternados. À medida que for ganhando peso e crescendo, poderá tomar banho diariamente. Como o bebê prematuro costuma ter uma pele mais fina e sensível, tendo portanto mais chances de adquirir assaduras, as fraldas devem ser trocadas com mais regularidade, orienta a cartilha da USP. Banhos de sol no bumbum ajudam a fortalecer a pele do bebê e, consequentemente, colaboram para o processo de cicatrização das assaduras. Lembrando que o horário indicado é até as 10 horas da manhã e a partir das 16 horas da tarde.

      Mantenha seu filhote quentinho

      No início, os bebês prematuros têm maior dificuldade para manter a temperatura corporal. Por isso, a melhor forma de descobrir se ele está com frio é tocando a sua pele e observando se ela está fria, quente, com manchas ou extremidades (lábios e dedos das mãos e dos pés) roxas. Um termômetro também pode ser usado, em caso de dúvida. Se a temperatura for inferior a 36ºC, ele deve ser aquecido, junto ao corpo do pai ou da mãe, ou por meio de roupas de frio e cobertor, se ncessário.

       

      REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

      World Health Organization (WHO) - Pretem birth, 2018. 

      Programa de Pós-graduação em Saúde Pública. Faculdade de Medicina. Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) - “Principais causas da mortalidade na infância no Brasil, em 1990 e 2015: estimativas do estudo de Carga Global de Doença”, 2017.

      Brain Research Centre and Department of Pyschology, University of British Columbia. The Importance of Touch in Development., 2010.

      Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) - “A saúde do bebê - Cuidados com bebê prematuro e de baixo peso: O que vamos fazer?”, 2013.

      Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto - Universidade de São Paulo - “Cuidados com o bebê prematuro: Orientações para a família”, 2009.

       

      Leia mais

      Perguntas sobre nossos produtos?

      Caso tenha alguma dúvida sobre a Danone Nutricia ou nossos produtos, entre em contato com nossa central de atendimento!