Primeiros Meses

      Por que o bebê precisa ir tanto ao pediatra?

      por Equipe Danone Baby 30 de Julho de 2018 5 minutos

      São ao menos nove consultas durante o primeiro ano de vida; veja o que o pediatra irá avaliar.

      Durante o primeiro ano de vida do seu bebê, você verá o pediatra com mais frequência do que se encontrará com muitos de seus amigos. O pequeno requer acompanhamento médico para garantir que tudo está correndo dentro dos conformes: crescimento, ganho de peso, desenvolvimento dos sentidos e da atividade motora e assim por diante.

      aplv-1-1-807x350.jpg

      A Sociedade Brasileira de Pediatria recomenda que o pediatra seja escolhido antes mesmo do nascimento. Ainda durante a gestação, consulte mais de um médico para escolher aquele que mais te agradar. Você deverá se sentir seguro e confortável para tirar dúvidas e confiar a saúde do seu filho.

      Quantas consultas o bebê fará ao longo dos dois primeiros anos?

      Após a saída da maternidade, a primeira consulta com o pediatra deverá ser feita entre o 5º e 15º dia do bebê. Se surgirem dúvidas, o médico pode ser consultado antes. Em seguida, o Ministério da Saúde preconiza que sejam realizadas ao menos oito consultas ao longo dos primeiros dois anos de vida:

      Consultas: 1 mês; 2 meses; 4 meses; 6 meses; 9 meses; 12 meses; 18 meses; 24 meses.

      No entanto, a Sociedade Brasileira de Pediatria vai além e considera necessário fazer uma consulta por mês nos primeiros seis meses. Portanto, de acordo com a SBP, o calendário seria o seguinte:

      Consultas: Primeira consulta entre o 5º e 15º dia; Consultas mensais até o 6º mês; 9 meses; 12 meses; 18 meses; 24 meses.

      Por que o bebê precisa ir tanto ao pediatra?

      As consultas são fundamentais para garantir que o bebê está se desenvolvendo normalmente e que não há nenhuma condição de saúde mais grave. Em geral, o pediatra irá checar:

      Crescimento: O bebê será pesado e seu comprimento será medido em uma mesa plana, com as pernas esticadas. Além disso, uma fita especial será usada para medir o tamanho da cabeça dele. Todas as medidas serão anotadas para traçar sua curva de crescimento.

      Cabeça: O médico irá verificar a moleira do bebê, uma espécie de “buraco” no crânio que deve ficar aberto nos primeiros meses para que o cérebro possa crescer.

      Ouvidos: Serão checados para garantir que não há nenhuma infecção. Você será questionado sobre a audição do bebê, para verificar se há algum tipo de deficiência.

      Olhos: O pediatra irá utilizar uma espécie de lanterna para atrair a atenção do bebê, verificar a saúde dos olhos e monitorar seus movimentos.

      Boca: A boca é checada para verificar infecções e, quando for a hora, o nascimento dos dentinhos.

      Coração e pulmões: O pediatra usará um estetoscópio para ouvir o coração e pulmões do bebê, verificando se há alguma arritmia, dificuldade para respirar ou outra anomalia.

      Abdome: O pediatra irá verificar se os órgãos estão no seu tamanho normal e se há alguma massa ou sensibilidade incomum.

      Genitália: Checada para verificar se há algum caroço, sensibilidade ou sinal de infecção. Os pênis circuncidados recebem especial atenção para garantir que estão se recuperando normalmente. Os órgãos genitais masculinos também são monitorados para garantir que os testículos estão no local certo.

      Quadris e pernas: O pediatra irá checar se há qualquer sinal de anormalidade, displasia ou problemas nas articulações. É importante detectar tais condições cedo para tratá-las com mais eficiência e evitar maiores problemas no futuro.

      Marcos do desenvolvimento: O pediatra perguntará aos pais sobre o desenvolvimento geral do bebê, para observar se já sorri, rola, senta, anda e assim por diante. Durante os exames, ele também checará como usa as mãos e braços, seus reflexos e tônus muscular geral.

      Devo procurar o médico fora das consultas de rotina?

      Sempre que o bebê apresentar qualquer problema de saúde, é recomendado consultar o pediatra ou levá-lo até a emergência. Além disso, não se esqueça de dar todas as vacinas, seguindo o calendário de vacinação do Ministério da Saúde e a orientação do médico.


      REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

      Sociedade Brasileira de Pediatria (“Filhos: da gravidez aos 2 anos de idade”), Secretaria do Estado da Saúde de São Paulo (“Manual de acompanhamento da criança”), American Academy of Pediatrics (“Visiting de Pediatrician: The First Year”)  

      Leia mais

      Perguntas sobre nossos produtos?

      Caso tenha alguma dúvida sobre a Danone Nutricia ou nossos produtos, entre em contato com nossa central de atendimento!