Primeiros Meses

      Escherichia coli: bactéria causa infecções intestinais e até meningite

      por Equipe Danone Baby 10 de Abril de 2018 5 minutos

      A E. coli é famosa pelas infecções do trato digestivo, que causam diarréia e vômitos. Mas a bactéria também pode ser responsável por doenças mais graves.

      Quem tem filhos pequenos provavelmente já ouviu falar sobre a Escherichia coli (E. coli), bactéria responsável por boa parte das diarreias que atingem pessoas de todas as idades. A grande maioria desses organismos não provoca doenças preocupantes mas, às vezes, uma infecção não tratada pode trazer consequências graves.

      aplv-1-1-807x350.jpg

      As bactérias E. Coli vivem no intestino de pessoas saudáveis, onde cumprem funções essenciais, como a digestão dos alimentos que ingerimos. Alguns tipos, no entanto, causam infecções. A forma mais comum de contrair esses organismos é pela ingestão de bebidas e alimentos contaminados.

      Infecções causadas pela Escherichia Coli

      As infecções do trato digestivo são as mais comuns, seguidas pelas infecções do trato urinário – principalmente no caso de mulheres, bebês e crianças.

      Essas bactérias também podem causar infecções em outros locais do corpo, como próstata, vesícula biliar e pés, além de infecções que se desenvolvem após apendicites e diverticulites. Em recém-nascidos, a E. Coli pode, ainda, provocar uma doença mais grave: a meningite.

      No caso dos recém-nascidos, a E. Coli geralmente é transmitida da mãe para o bebê durante o parto. Em casos mais raros, a transmissão pode ocorrer pelo contato entre a criança e outra pessoa, como um familiar ou responsável pelos cuidados.

      Transmissão da E. Coli

      As principais formas de transmissão são:

      • Ingestão de alimentos contaminados, como folhas de vegetais, e carne pouco cozida;
      • Tocar animais infectados ou entrar em contato com suas fezes, como em fazendas e campos;
      • Contato com pessoas infectadas, particularmente se o indivíduo não lavar as mãos depois de ir ao banheiro ou antes de manusear alimentos;
      • Consumo de água pouco tratada ou sem tratamento;
      • Nadar ou brincar em água infectada, como rios e lagos.

      Sintomas da infecção por E. Coli

      Trato intestinal

      Em bebês, a infecção mais comum por E. Coli é a que atinge o trato intestinal. Os principais sintomas são:

      • Febre, muitas vezes com a temperatura subindo e descendo o tempo todo;
      • Respiração prejudicada;
      • Apatia
      • Irritabilidade
      • Falta de apetite
      • Vômitos
      • Icterícia (amarelamento da pele e dos olhos)
      • Abdômen inchado
      • Diarréia

      Meningite

      A meningite causada pela E. Coli não necessariamente causa todos os sinais geralmente associados às infecções do sistema nervoso central. Mas em geral, os principais sintomas são:

      • Febre
      • Temperatura anormalmente baixa
      • Vômitos
      • Convulsões
      • Manchas na cabeça
      • Apatia

      Infecção urinária

      Os principais sintomas da infecção urinária causada por E. Coli em bebês são:

      • Dor ao urinar;
      • Aumento da frequência urinária;

      Como diagnosticar a infecção por E. Coli

      Dependendo dos sintomas, o médico irá solicitar exames específicos de sangue, fezes, urina e líquido cefalorraquidiano (fluido que circula no espaço intracraniano).

      Tratamentos

      O tratamento varia de acordo com a infecção adquirida pelo bebê. As dos trato intestinal geralmente não exigem cuidados com medicamentos. É preciso manter a criança bem hidratada e continuar alimentando-a de acordo com a recomendação do pediatra e/ou nutricionista. Se houver presença de sangue nas fezes, o médico deve ser procurado imediatamente.

      No caso da meningite, o médico provavelmente irá prescrever medicamentos específicos e, muitas vezes, o bebê precisará ser internado. O tratamento costuma durar ao menos 21 dias.

      Já as infecções do trato urinário podem ser tratadas com antibióticos orais, sempre recomendados pelo pediatra. Há a possibilidade de o bebê precisar ser internado. Se isso ocorrer, o médico solicitará exames para avaliar o rim e a bexiga da criança.


      REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

      Manual MSD - "Infecções por Escherichia coli"
      Organização Mundial da Saúde - "Infections à Escherichia coli"
      National Health System (UK) - "E. colo infection"
      American Academy os Pediatrics - "E. coli infection: not just from food"

      Leia mais

      Perguntas sobre nossos produtos?

      Caso tenha alguma dúvida sobre a Danone Nutricia ou nossos produtos, entre em contato com nossa central de atendimento!